A Prova Especial Edison José Mauad, uma das atrações de sexta-feira, foi vencida por Grande, do Haras Old Friends, que recebeu a direção de Altair Domingos e foi apresentada em boa forma por Luiz Roberto Feltran. Di Trevi entrou na reta em luta com La Motte, mas foi tirada para fora por Edgar Araújo, enquanto Grande evoluiu junto à cerca interna, para ganhar da favorita com paleta de vantagem. La Motte chegou na posição imediata.

A prova Especial Jalmir Parolin, outra boa atração do programa, foi vencida por Happy Buck, do Stud Lu e Léo, que a exemplo de Grande foi apresentado por Luiz Roberto Feltran. Happy Buck, bem dirigido por Altair Domingos, realizou a diagonal no final da reta e, destacando-se na ponta, seguiu até o final, cruzando o disco com dois corpos na frente de Astrakan, com Tapuz na terceira colocação.

Provas complementares

Saint Hill, confirmando seu favoritismo, venceu a prova de abertura. Na reta oposta assumiu a ponta e, livrando boa vantagem, seguiu até o final, ganhando por vários corpos, sem ser ameaçado por Lado a Lado, que formou a dupla, dominando Big Brazil nos metros finais. Saint Hill, de criação e propriedade do Haras Palmerini, foi apresentado por Márcio Ferreira Gusso e dirigido com tranqüilidade por Jair Jesus.

Quarry, de Gilberto Luiz Koppe, venceu com facilidade, dirigido por Júlio César Miranda e apresentado em boa forma por Djalma Corrêa. Depois de dominar a ligeira Slovenia, firmou-se na primeira colocação e seguiu até o final, sem ser ameaçada por Activité, que formou a dupla, com Night Music na posição imediata.

Hope-So, de Fábio Linck Waihrich, venceu a terceira prova em chegada sensacional. Tocado com energia por Edgar Araújo, defendeu-se do forte ataque de Jato Forte, que chegou a dar impressão de vitória, com Galharate em bom terceiro. Hope-So foi apresentado por João Tadeu de Souza Arruda.

Aramore confirmou seu favoritismo no Prêmio Gilberto Storelli. Assumiu a ponta na entrada da curva e, muito fácil, seguiu até o final, ganhando por vários corpos de Quick and Solid, que formou a dupla, dominando Prospére nos últimos metros. Aramore, defendendo as cores de Silvério Bogucheski, foi apresentado por Carlos César Carlindo e bem dirigido por Rafael Paloma.

Jefacto, do Haras Mineral Park, venceu a sexta prova. Que-Guanabara correu na ponta até a entrada da reta, onde, tropeçando, provocou a queda de Cristiano Martins. Jefacto assumiu a ponta e no final não chegou a ser ameaçado por Cosmopolitan, que formou a dupla, com Nice Dodge na terceira colocação. Jefacto, apresentado por Mário Aparecido dos Santos, recebeu precisa direção de José Marcelo Ventura.

Refined, do Stud São Pedro do Rio Grande, venceu a penúltima prova. Fazendo a diagonal no final da resta oposta, firmou-se na ponta e seguiu fácil até o disco de chegada, com Javanês formando a dobradinha. O vencedor foi apresentado por Júlio César e dirigido por Emerson Gonçalves Cruz.

Hiper Misasu, estreando como grande favorito, venceu a prova final da noite de sexta-feira, fazendo valer sua velocidade. Correu na ponta e na reta defendeu-se com autoridade do ataque de Nellis, com Efusion mais atrasado na terceira colocação.