A romena Simona Halep confirmou o favoritismo e se garantiu na decisão do Torneio de Shenzhen, na China. A cabeça de chave número 1 calou a torcida e venceu nesta sexta-feira, sem maiores dificuldades, a tenista da casa Saisai Zheng por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/3, em 1h26min de partida.

Número 3 do mundo, Halep transformou em realidade a teórica vantagem sobre Zheng, 97.ª do ranking da WTA, e se impôs desde o início. A romena, mais uma vez, sofreu um pouco com a irregularidade no serviço, mas também soube atacar o saque da adversária, conseguiu cinco quebras e arrancou para o triunfo.

Se Halep fez o que se esperava dela, o mesmo não pode se dizer da checa Petra Kvitova. Quarta colocada no ranking e cabeça de chave número 2, ela não resistiu à suíça Timea Bacsinszky, número 47 do mundo, que venceu por 2 sets a 0, com duplo 6/4. Agora, Bacsinszky enfrentará Halep na decisão deste sábado. Será apenas o segundo confronto entre elas, sendo que a romena levou a melhor no primeiro, em 2010, na Bélgica.

AUCKLAND – No Torneio de Auckland deu a lógica e duas das principais favoritas da competição se garantiram na decisão nesta sexta-feira. Cabeça de chave número 1, Caroline Wozniacki derrotou na semifinal a checa Barbora Zahlavova Strycova e enfrentará agora a norte-americana Venus Williams, terceira favorita, que despachou a compatriota Lauren Davis.

Quem teve vida mais difícil foi Wozniacki. Diante da quarta cabeça de chave da competição, a dinamarquesa precisou suar para fazer 2 sets a 1, de virada, com parciais de 4/6, 6/3 e 6/4. Strycova fez jogo duro e chegou a salvar 15 dos 18 break points que cedeu, mas acabou sucumbindo à superioridade da adversária.

Já Venus teve vida bem mais fácil. A veterana de 34 anos, número 19 do mundo, fez 2 sets a 0 em Davis com direito a “pneu”, com parciais de 6/0 e 6/3, em 1h07min. Ela chegou a ter o serviço quebrado em duas oportunidades no segundo set, mas aproveitou seis dos 13 break points que teve para arrancar para a tranquila vitória sobre a 54.ª do ranking.