Nova York – Em sua difícil caminhada para retomar um lugar de destaque no ranking mundial, Gustavo Kuerten subiu 124 posições na lista de entradas da ATP, divulgada ontem. Para o tenista brasileiro, bastou ganhar um jogo no Torneio de Las Vegas, somando 10 pontos, para alcançar agora a 680.ª colocação.

A vitória que rendeu tamanha ascensão para Guga foi na fase eliminatória do Torneio de Las Vegas, na semana passada, quando ele ganhou do sul-africano Wesley Moodie. Depois, o brasileiro perdeu os dois jogos que fez no round robin: para o tcheco Jan Hernych e o alemão Benjamin Becker.

Neste ano, o critério de pontuação no ranking sofreu uma pequena alteração, que vem aumentando os obstáculos para Guga. A partir de janeiro de 2007, jogadores que entram na competição como wild cards (convidados), como tem sido o caso do brasileiro, só marcam pontos se vencerem algum jogo.

Assim, Guga só pontuou em dois torneios até agora: no Brasil Open e em Las Vegas, quando venceu um jogo. Mas não acumulou nada em Santiago e Viña del Mar, ambos no Chile, quando só colecionou derrotas.

Guga volta a ter nova chance de marcar pontos no Masters Series de Indian Wells, competição em que deve estrear ainda esta semana – a data está indefinida, mas deve acontecer entre quinta-feira e sábado. O torneio tem chave de 98 jogadores, com os cabeças-de-chave estreando só na segunda rodada.

Entre os demais tenistas brasileiros, nenhum sequer aparece perto dos cem primeiros colocados do ranking. O número 1 é Thiago Alves, que ocupa a 118.ª posição, seguido de Flávio Saretta (120), Ricardo Mello (128) e André Sá (179).

Por outro lado, o suíço Roger Federer continua tranqüilo na liderança. Campeão do Torneio de Dubai, no último sábado, ele já soma 3.730 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o espanhol Rafael Nadal: 8.210 a 4.480.

Outro campeão no fim de semana foi o australiano Lleyton Hewitt, que ganhou o Torneio de Las Vegas no domingo – foi o 26º título dele na carreira. Apesar disso, ele continua em 20º lugar no ranking, na luta para voltar ao grupo dos 10 melhores do mundo.

Feminino

O título no Torneio de Doha, no Catar, deixou a tenista belga Justine Henin a apenas 33 pontos de retomar a liderança do ranking da WTA, que segue com Maria Sharapova. A russa, que não jogou na semana passada, tem 3.824 pontos, contra 3.791 de Henin, líder até o Aberto da Austrália, competição que não disputou por causa de problemas pessoais.

A russa Svetlana Kuznetsova, derrotada por Henin na final em Doha, subiu uma posição e agora está em quarto, à frente da belga Kim Clijsters.