Valência – Sem a pressão de ganhar, mas convencido de que pode surpreender, Gustavo Kuerten entra em quadra hoje, às 8h30 (horário de Brasília), para enfrentar o espanhol Alberto Martín, em seu segundo jogo no Torneio de Valência. Guga tem treinado diariamente há uma semana, mas não está fisicamente em suas melhores condições. Apesar disso, admitiu que é possível surpreender e derrotar Martín.

O próprio tenista assumiu o papel de azarão. ?De repente, as coisas dão certo para mim como na partida anterior, consigo me soltar e pode dar zebra?, afirmou Guga, descontraído.

Nesta retomada de sua carreira, o apoio dos amigos e da torcida tem sido fundamental. No circuito, os jogadores se surpreendem com seu bom desempenho. Ele também está satisfeito com a retomada da rotina de competição e garante que, independente do resultado, já terá valido a pena.

O tenista disse estar sendo informado da repercussão no Brasil de sua primeira vitória no torneio, o que ajuda a aumentar a motivação para entrar em quadra hoje.

Martín e Guga se enfrentaram duas vezes e o brasileiro levou a melhor em ambas ocasiões. Mas o espanhol está em melhor fase, pois vem do vice-campeonato no Aberto do Brasil e é um especialista no saibro.

Sobre as declarações de Martín, de que não esperaria um adversário conformado, Guga reconheceu sua razão. ?O Martín não pode pensar que vou deixá-lo jogar de graça. Ele tem de se preparar para o pior.?

Mas Guga prefere não alimentar falsas esperanças, já que ainda não se encontra totalmente recuperado da última cirurgia no quadril, realizada em setembro. Ele insiste na falta de ritmo provocada pela longa ausência do circuito e garante estar com os pés no chão. ?Tem que ver a realidade e não deixar que a expectativa atrapalhe. Não dá para jogar de igual para igual?, disse.