O atacante Paolo Guerrero afirmou nesta quinta-feira que autorizou seus empresários a negociar um novo contrato com o Corinthians. O jogador peruano, um dos melhores em campo na vitória diante do Atlético-MG na noite anterior, reforçou que gostaria de permanecer no clube.

“Tenho contrato até o próximo ano (julho de 2015) e não sei o que vai acontecer nos próximos meses. Gostaria de ficar. Mas logicamente, se eu não renovar, poderia voltar à Europa”, afirmou Guerrero.

Ele conversou com os dirigentes do clube no mês passado e deu autorização a seus empresários a discutirem os termos do novo contrato, como tempo de duração e salário.

A diretoria pretende oferecer contrato até o final de 2016, além de um aumento salarial. Guerrero deve passar a ganhar cerca de R$ 500 mil por mês, o teto do clube. “Minha cabeça está voltada ao futebol, quero ser campeão e disputar a Libertadores”, avisou o atacante.

Na última janela de transferências, Guerrero foi sondado pelo West Ham, da Inglaterra. Antes de ser contrato pelo Corinthians, ele atuou no Bayern de Munique e no Hamburgo, ambos na Alemanha.

No elenco atual do Corinthians, Guerrero é o maior artilheiro. Ele marcou 36 gols pelo clube e virou ídolo da torcida depois dos que marcou o gol na final do Mundial contra o Chelsea, em 2012.