Pep Guardiola foi oficialmente apresentado nesta segunda-feira como novo técnico do Bayern de Munique. Depois de fazer história como treinador do Barcelona, o espanhol deu a sua primeira entrevista coletiva como comandante da equipe alemã e admitiu que o clube o fez recuperar a motivação perdida no fim de sua passagem pelo time catalão.

Falando em alemão no início da coletiva e já se desculpando por ainda não dominar o idioma, Guardiola disse que se juntou ao Bayern por causa de seus jogadores, do seu modelo de gestão e pela história vitoriosa que possui no futebol.

“Meu tempo no Barcelona foi maravilhoso, mas eu precisava de um novo desafio e o Bayern de Munique me proporcionou essa oportunidade. Então, estou pronto para fazer o meu melhor nesta próxima temporada”, disse o treinador de 42 anos de idade.

Pelo Barcelona, Guardiola conquistou 14 títulos ao logo de quatro temporadas e se tornou o técnico mais vitorioso da história do time, que ele ajudou de forma decisiva a tornar o melhor do mundo. E, nesta segunda, o treinador disse que ter a chance de comandar o Bayern “é um presente” para a sua carreira.

Durante a apresentação de Guardiola, o presidente do Bayern, Uli Hoeness, também enfatizou o desejo que o espanhol exibiu de comandar o time alemão desde que foi procurado para assumir o cargo. “O Bayern de Munique queria a Pep e Pep queria o Bayern de Munique. Essa foi a sensação que tivemos desde o primeiro dia (das negociações para contratá-lo). Depois de cinco minutos notei que daria certo”, disse o dirigente.

PRESSÃO E ALTO NÍVEL – Embora já seja um técnico consagrado com apenas 42 anos de idade, Guardiola reconheceu que chega ao clube alemão com uma grande responsabilidade, pois a equipe acaba de ser campeã europeia, conquistou o último Campeonato Alemão com muita facilidade e ainda faturou a Copa da Alemanha. Além disso, já vinha de outras boas temporadas, tendo sido vice-campeã do Velho Continente em 2012.

Porém, o espanhol garantiu estar pronto para ser cobrado. “Nos grandes times sempre há pressão, sou consciente disso e estou preparado para o desafio”, avisou, destacando também a história vencedora do Bayern. “Poucos clubes no mundo têm uma tradição tão rica e é um honra ser chamado para trabalhar aqui”, completou.

Já ao ser questionado sobre o que poderá melhorar no poderoso Bayern de hoje, Guardiola pregou a continuidade do bom trabalho realizado por Jupp Heynckes, agora ex-técnico da equipe alemã. “Primeiro tentarei procurar manter o alto nível que teve o time com meu antecessor e quando uma equipe ganha todos os títulos devem ser feitas poucas mudanças”, admitiu.

Guardiola dirigirá nesta quarta-feira o seu primeiro treino como técnico do Bayern, cuja estreia no próximo Campeonato Alemão está marcada para 9 de agosto, contra o Borussia Mönchengladbach, em casa.