Depois de o Manchester City desembarcar na Alemanha sem Gabriel Jesus, que ficou fora do último treino da equipe na Inglaterra para o confronto com o Schalke 04, nesta quarta-feira, às 17 horas (de Brasília), em Gelsenkirchen, o técnico Pep Guardiola confirmou que o atacante brasileiro foi vetado da partida por motivo de lesão.

O mesmo valeu para o defensor John Stones, que também permaneceu em Manchester depois de ter sido outra ausência do treinamento desta terça. “John tem um problema na virilha. Jesus tem um problema no tendão”, disse o treinador espanhol, em entrevista coletiva em solo alemão, onde em seguida minimizou a importância das lesões. “Eu não acho que isso seja um grande, grande problema, mas foi o suficiente para eles não poderem vir para o jogo”, reforçou.

Técnico do Bayern de Munique por três anos antes de assumir o comando do City, Guardiola conhece bem o time do Schalke, que foi vice-campeão alemão na temporada passada, mas agora ocupa apenas o 14º colocado da competição nacional. Em meio a este momento ruim do rival, o comandante espera que a sua equipe volte a fazer valer com competência a sua grande vocação ofensiva.

“Você tem de controlar suas emoções. Você tem de sofrer e sobreviver aos momentos ruins. Mas nós estamos confiantes”, disse. “Nós temos muitos sonhos em nossa cabeça. É importante marcar gols, no mínimo um gol”, reforçou.

Para Guardiola, o seu time não pode mudar a sua maneira de jogar pelo fato de estar jogando fora de casa. “Se você quer sonhar, avançar aos últimos estágios, em todos os segundos você tem de ser incrível: impor o seu jogo. Temos de ser nós mesmos, é isso o que eu quero sentir”, enfatizou.