Após tropeço do Juventude – derrota por 2 a 1 para o Brasil-RS, em Caxias do Sul (RS) -, líder da Série B do Campeonato Brasileiro, o Guarani perdeu a oportunidade de assumir a primeira colocação. O time de Campinas (SP) recebeu o Oeste no estádio Brinco de Ouro da Princesa, pela nona rodada da competição, e ficou no empate sem gols. Um jogo de muita marcação e nenhum gol.

Com o resultado, o time campineiro segue em segundo, agora com 16 pontos, dois a menos do que o Juventude. Não mais detém a campanha 100% em casa, onde tinha vencido quatro vezes. O Oeste chegou ao quinto empate seguido e segue rondando a zona do rebaixamento. Com 12 pontos, o time de Barueri (SP) – ex-Itápolis (SP) – é o 14.º colocado, dois pontos acima do CRB, que abre a zona da degola.

O time da casa começou melhor e criou uma série de chances para abrir o placar, principalmente através de Fumagalli. O experiente meia chegou a arriscar quatro chutes de fora da área, mas parou nas defesas do goleiro Rodolfo. Aos poucos, o Oeste foi melhorando e também passou a assustar a meta adversária. Danielzinho era o jogador mais perigoso e aproveitava descidas em velocidade pelo lado direito.

No início da segunda etapa, o Guarani chegou a marcar um gol com Eliandro, que recebeu de Bruno Nazário e tocou na saída do goleiro. Mas a jogada já estava parada por posição de impedimento do atacante.

Nos minutos finais, Evandro se lesionou e o experiente Richarlyson entrou, fazendo a sua estreia pelo Guarani. A torcida vibrou com a entrada do campeão mundial pelo São Paulo, mas o jogo seguiu em ritmo lento e terminou mesmo em empate por 0 a 0.

As duas equipes voltam a campo neste sábado, pela 10.ª rodada da Série B. O Oeste enfrenta o Ceará no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, às 16h30, e o Guarani recebe o Náutico, novamente no estádio Brinco de Ouro da Princesa, às 19 horas.

FICHA TÉCNICA

GUARANI 0 x 0 OESTE

GUARANI – Leandro Santos; Lenon, Genilson, Diego Jussani e Salomão; Auremir, Evandro (Richarlyson), Bruno Nazário, Fumagalli (Luiz Fernando) e Braian Samudio (Caíque); Eliandro. Técnico: Osvaldo Alvarez (Vadão).

OESTE – Rodolfo; Willian Cordeiro, Joilson, Leandro Amaro e Ricardinho (Guilherme Romão); Betinho, Lídio e Danielzinho; Júlio César, Alexandro (Gabriel Vasconcelos) e Erick (Velicka). Técnico: Roberto Cavalo.

CARTÕES AMARELOS – Ricardinho e Guilherme Romão (Oeste).

ÁRBITRO – Caio Max Augusto Vieira (RN).

RENDA – R$ 38.251,00.

PÚBLICO – 2.499 pagantes.

LOCAL – Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).