Romain Grosjean sofreu dura punição dos comissários da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), nesta sexta-feira, às vésperas do GP de Abu Dabi, que encerra a temporada 2014 da Fórmula 1. O piloto francês terá que cumprir punição dupla por ter trocado os componentes do motor de sua Lotus.

Grosjean precisou trocar o motor de combustão interna, o turbocompressor e um dos sistemas de recuperação de energia. Com as mudanças, ele utilizará o sexto motor, infringindo a regra que permite apenas cinco motores por piloto na temporada. Desta forma, vai perder 20 posições no grid de largada no domingo.

Esta punição, contudo, não poderia ser cumprida totalmente em Abu Dabi, porque há somente 20 carros no grid. Assim, mesmo que largasse na pole position, faltaria uma colocação a ser perdida. Grosjean também poderia saldar a pena na corrida seguinte porque o campeonato se encerra neste fim de semana.

Por esta razão, ele vai acumular dupla punição neste domingo. Além de perder posições no grid, terá que enfrentar uma passagem pelos boxes para complementar a pena. O tempo de permanência no pit stop – o chamado drive-through – vai depender da quantidade de posições que o francês perder no grid.

Assim, se conseguir a décima colocação no grid, terá descontada apenas dez posições da punição e largará em último. As dez colocações restantes da pena serão transformadas em dez segundos de passagem pelos boxes durante a corrida.

A punição praticamente acaba com o sonho da Lotus de se recuperar no Mundial de Construtores na última corrida do ano. Na modesta 8ª colocação, com apenas dez pontos conquistados durante toda a temporada, a equipe quer superar a Toro Rosso, que tem 30. Para tanto, conta com a pontuação dobrada que será distribuída em Abu Dabi.