Grêmio e Internacional ficaram no empate por 1 a 1 no primeiro clássico do ano, na Arena do Grêmio, pelo Campeonato Gaúcho. E como não poderia deixar de ser em um Gre-Nal, o jogo foi polêmico e os jogadores do Inter saíram de campo revoltados com a arbitragem, graças ao pênalti marcado em toque de mão de Paulão, no segundo tempo, que resultou no gol dos anfitriões.

No que diz respeito à tabela da competição, o resultado pouco mudou para ambos os lados. O Internacional segue na liderança do Grupo A, com 19 pontos, e no sábado volta a campo para pegar o Caxias. Já o Grêmio também está na ponta do Grupo B, com 12 pontos, mas na quinta-feira volta suas atenções para a Libertadores, já que estreia diante do Nacional, no Uruguai.

O primeiro tempo neste domingo começou todo do Grêmio, que perdeu grandes oportunidades. Aos 14 minutos, Barcos recebeu de Pará, mas bateu em cima de Muriel. Aos 33, Edinho aproveitou sobra e encheu o pé de muito longe, exigindo defesa incrível do goleiro do Inter.

Mas quando os gremistas mais atacavam, o Inter abriu o placar. Willians tentou achar Jorge Henrique, que dividiu com Pará. A bola, então, sobrou para Fabrício, livre, tocar na saída de Marcelo Grohe. O gol animou a equipe, que começou bem a etapa final e quase marcou, com Rafael Moura, que exigiu grande defesa do goleiro gremista.

Aos poucos o jogo foi ficando amarrado, com muitas faltas de ambos os lados. Até que aos 32 minutos o árbitro Leandro Pedro Vuaden marcou pênalti de Paulão, depois que a bola tocou na mão do zagueiro do Inter em confusão na área. A marcação revoltou os atletas do time visitante, mas Barcos não tinha nada a ver com isso, cobrou com tranquilidade e garantiu o empate.