Santos – O assédio sobre Vanderlei Luxemburgo aumenta e, embora a sua assessoria não confirme nenhuma proposta oficial e considere difícil a sua saída, o Santos pode perder o seu técnico no início da próxima temporada. Na Grécia, são fortes os comentários de que o Olympiakos, a pedido de Rivaldo, fará uma oferta irrecusável para contratá-lo. E na Colômbia há rumores sobre o interesse em Luxemburgo para dirigir a seleção do país nas eliminatórias e na Copa de 2010, na África do Sul.

Pelo acordo que tem com o Santos, Luxemburgo pode pedir demissão quando quiser e para ser liberado basta pagar a multa de R$ 2 mil, conforme cláusula do seu contrato. O próprio técnico lembrou desse direito depois do jogo contra o Santa Cruz, ainda pelo Campeonato Brasileiro. Indignado, em razão de o presidente Marcelo Teixeira ter dito no Conselho Deliberativo que o Santos só não lutou pelo título brasileiro por falha no planejamento, o técnico afirmou que esperava um desmentido público do dirigente. E completou: ?Se as receitas não cobrem as despesas, não tenho nada a ver com isso?.

O que parecia apenas um desabafo de Luxemburgo tem se confirmado: com o futebol dando prejuízo, não há sinais de investimentos. Até aqui, o Santos falou em grandes jogadores, mas não contratou ninguém. E nem renovou os contratos de Luiz Alberto, Manzur, Ronaldo Guiaro e Reinaldo, que terminam no dia 31 de dezembro. Além disso, o clube ainda perdeu o centroavante Wellington Paulista, vendido pelo Juventus para o Alavés, da segunda divisão da Espanha, e André Luiz, que pretende voltar a jogar no exterior.

Existe também a dúvida sobre o anunciado acerto com Cléber Santana. O clube diz que o contrato já está renovado, mas o jogador garante que ainda não assinou nada.

Como os reforços pedidos não estão chegando, aumentam as chances de Luxemburgo aceitar a primeira boa proposta que receber, seja da Colômbia, Grécia ou qualquer outro lugar. E o Santos pode ficar sem seu técnico para 2007, um prejuízo grande para quem sonha com o título da Libertadores da América.