A goleada por 4 a 0 sobre o Água Santa, no último sábado, pelo Campeonato Paulista, fez o São Paulo reabilitar dois jogadores que vinham recebendo poucas chances no elenco. O lateral-direito Caramelo e o atacante colombiano Wilder saíram fortalecidos pela oportunidade recebida pelo técnico argentino Edgardo Bauza na partida e devidamente correspondida com assistências para gols do time.

Dos dois, quem mais se destacou foi Caramelo. O substituto de Bruno deu passes para um gol de Calleri e outro de Thiago Mendes, em atuação elogiada pelo treinador argentino e capaz de compensar o longo tempo sem atuar pela equipe. “Fico feliz pelo jogo. Mostrei que posso atuar pelo São Paulo. O importante é sempre que tiver uma chance, agarrar”, comentou o lateral-direito.

Caramelo chegou ao clube de 2013, depois de fazer um bom Campeonato Paulista pelo Mogi Mirim. O jogador recebeu poucas chances fez apenas cinco partidas, a última delas em novembro daquele ano. Nas duas temporadas seguintes foi emprestado para Atlético Goianiense e Chapecoense, onde fechou o último Campeonato Brasileiro como reserva de Apodi. Ao retornar para o São Paulo em janeiro, junto com outros sete que estavam emprestados, conquistou espaço ao ser o único do grupo reintegrado ao elenco.

O lateral-direito ainda ganhou a chance de ser inscrito na Copa Libertadores na vaga do lateral-esquerdo Reinaldo, de quem herdou a camisa de número 16. “Fico alegre de saber que Caramelo jogou bem. É uma opção que me dá. Temos muitos jogos e precisamos de todo o elenco. Quem estiver bem, vai jogar”, disse o técnico no sábado.

O argentino também elogiou a participação de Wilder Guisao. O colombiano trazido por indicação de Juan Carlos Osorio há sete meses fez apenas 12 partidas pela equipe, já que pouco atuou depois do treinador compatriota ter saído. No sábado, porém, foi titular e deu passe para o primeiro gol da equipe. “Ele não vinha tendo muitas chances, mas foi bem. É um jogador rápido e hábil. Gosto de ter várias opções no elenco, para estimular a concorrência”, afirmou Bauza.

A dupla ganhou chance para atuar pela iniciativa de descansar os principais jogadores para a partida da quarta-feira contra o Cesar Vallejo, do Peru, pela rodada de volta da primeira fase da Libertadores. O confronto vale vaga na fase de grupos da competição e na ida, na semana passada, em Trujillo, as equipes empataram em 1 a 1.