Que “asa negra”, que nada. Com um futebol de primeira, o Paraná Clube atropelou o América-RN (4 x 0) e elevou sua invencibilidade na Série B para cinco jogos. O Tricolor vai construindo, até aqui, uma campanha sólida e que enche de esperança seu torcedor. O time de Dado Cavalcanti, mesmo sem ter até o momento atingido o G4, vem conseguindo um desempenho que o credencia para assumir o rótulo de real candidato ao acesso. No próximo sábado, a jogar em casa, frente ao Ceará.

“Precisávamos de um resultado como este. Há tempos vínhamos jogando bem, mas sem traduzir esse futebol em resultado”, comentou o técnico logo após a partida. “Este resultado abre a perspectiva de chegarmos logo no G4. E, o mais importante, com consistência”, resumiu. O Paraná fechou a rodada na 6.ª colocação, reduzindo para dois pontos a distância para a zona do acesso. A vitória também valeu a manutenção dos 100% de aproveitamento em jogos disputados na Vila Capanema.

O Mecão sempre foi apontado como um dos principais algozes do Paraná. Tudo por conta do fatídico – para os paranistas – Brasileirão de 2007. Naquele ano, o time potiguar venceu apenas quatro jogos, dois deles diante do Tricolor. Deslizes que foram decisivos para o rebaixamento do representante paranaense. O “novo” Paraná não tomou conhecimento do “tabu”. Com ótimas atuações de Moacir e Felipe Amorim, construiu a sua primeira goleada nesta edição da Série B, a quarta vitória da equipe.

“Ambos foram muito importantes. O Felipe Amorim teve papel decisivo, com a sua velocidade e a qualidade nas finalizações”, disse Dado Cavalcanti. Moacir tinha a responsabilidade de substituir Roniery, talvez o principal destaque da equipe, até aqui. Volante de origem, Moacir não teve trabalho para atuar nesta função. “Já havia entrado no jogo passado, mas considero essa a minha estreia. Fico feliz por ter feito um bom jogo, com direito a um gol”, disse Moacir. O ala marcou o terceiro gol do Paraná, que encaminhou a goleada histórica.

Já Felipe Amorim selou a vitória com o gol mais bonito do jogo. “É a sua característica, arrancada e precisão no chute. Estamos bem servidos com este grupo”, ressaltou Dado. O treinador destacou o fato de o Paraná hoje contar com um elenco sólido e com várias opções para os diversos setores.