São Paulo – No domingo, a Roma goleou o Catania por 7 a 0, deu show por quase 90 minutos, sem baixar o ritmo, e credenciou-se como principal rival da Inter (que sofreu para bater a Reggina em Milão, por 1 a 0) na briga pelo scudetto.

Mas qual foi o principal assunto na Itália depois do jogo? Boa parte do noticiário foi tomada por uma polêmica: há quem defenda que a Roma deveria ter diminuido o ritmo, parado de atacar e buscar mais gols.

Logo após a partida, na rede italiana de televisão RAI, o comentarista Italo Curci defendeu essa teoria.

Ele lembrou que a Roma teria o jogo de volta e que esse jogo certamente seria mais difícil por conta dos 7 a 0. Argumentava também que há ?certas regras não escritas? no futebol.

Uma ética entre os jogadores e técnicos que não fora respeitada.