enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Gol de Maurício leva o Paranavaí à final

  • Por Redação O Estado Do Paraná
Maurício marcou um golaço e foi
carregado pela torcida após o jogo.

Não há espaço para mais entusiasmo em Paranavaí. Incentivado pelo coro de quinze mil torcedores, o “Vermelhinho do Fim da Linha” venceu o Prudentópolis, ontem, por 1 a 0, no estádio Waldemiro Wagner. O golaço do lateral-esquerdo Maurício, que deu um chapéu num dos marcadores, levou o clube à duas situações inéditas em sua história: estar na final do Campeonato Paranaense, de forma invicta, e classificado para a Copa do Brasil do ano que vem. O primeiro jogo da decisão, contra o Coritiba, acontece domingo que vem, em Paranavaí.

No primeiro tempo, a bola esteve muito mais com o time da casa. O domínio incluiu dois chutes na trave (um de Edílson, outro de Reinaldo Alexandre) e uma infinidade de cruzamentos pelo alto – a maior parte, conseqüência dos dez escanteios que o Vermelhinho cobrou. Nenhum deles, no entanto, causou danos aos zagueiros do adversário.

O Prudentópolis só despertou nos últimos quinze minutos. Seu ataque, porém, não deu seqüência às boas jogadas criadas pelo meia Felipe. Aos 43, o jogo ficou mais disputado, mas não na bola. O visitante Zé Maria chutou Marcelo, que estava caído e levantou a tempo de revidar. Reinaldo Alexandre, do time da casa, deu uma cotovelada em Alê Menezes. Ameaçou-se uma confusão, que terminou quando o árbitro Francisco Carlos Vieira expulsou Zé Maria e Marcelo. Aos 46, a grande chance do Paranavaí: na pequena área, Reinaldo Alexandre, a sós com o goleiro, chutou forte, mas permitiu a Giovani a grande defesa da partida.

No intervalo, o treinador Itamar Bernardes, preocupado com o avanço do Prudentópolis nos instantes finais da primeira etapa, substituiu Reinaldo, que é meia, pelo zagueiro Vanderlei. No início do segundo tempo, o Leão da Serra mostrou mais fôlego. O oxigênio, no entanto, acabou aos vinte minutos, quando Felipe, sentindo a coxa esquerda, deixou o gramado.

Os efeitos da saída do melhor jogador em campo rapidamente foram sentidos. O time tomou o gol, aos 22: Maurício caminhou com a bola do círculo central até a entrada da área. No caminho, passou por Torres. Na área, deu um chapéu em Zé Maria e marcou seu segundo gol no campeonato.

Aos 30, o Prudentópolis sofreu mais um desfalque: Beto, que já tinha cartão amarelo, cometeu falta e foi expulso. Com dez jogadores contra nove, o dono da casa só esperou a partida acabar. Do gol de Maurício à festa pelas ruas da cidade, Paranavaí foi num canto só: “Coritiba, pode esperar/A sua hora vai chegar”.

Paranavaí 1×0 Prudentópolis

Paranavaí: Vilson; Daniel, Marcelo, Rodrigo e Maurício; Márcio, Gian, Edílson (Pereira) e Reinaldo Alexandre (Vanderlei); Neizinho e Aléssio (Alexandre). Técnico: Itamar Bernardes.

Prudentópolis: Giovani; Rodrigo (Clóvis), Luciano, Beto e Zé Maria; Da Silva, Felipe (Torres), Ricardinho e Sandrinho; Alê Menezes (Douglas) e Biro-Biro.

Técnico: Sérgio Moura.

Local: Waldemiro Wagner, em Paranavaí; Gol: Maurício, 22 do 2º; Árbitro: Francisco Carlos Vieira; Expulsões: Zé Maria, Marcelo e Beto; Cartões amarelos: Beto, Marcelo, Vanderlei e Luciano.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas