Com gol nos acréscimos, o Goiás arrancou o empate por 2 a 2 com o Avaí, nesta quarta-feira, no Estádio Serra Dourada, no jogo de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana. O time catarinense havia virado o placar no segundo tempo, após sofrer o primeiro gol na etapa inicial.

O gol no fim equilibrou o confronto para o jogo da volta, no dia 11, na Ressacada. O Avaí tem ligeira vantagem por ter marcado dois gols fora de casa, primeiro critério de desempate em caso de novo empate. Os catarinenses ficam com a vaga na semifinal em caso de houver uma igualdade por 1 a 1. Se o placar de 2 a 2 se repetir, o duelo será decidido nos pênaltis. Empates por 3 ou mais gols classificam o Goiás.

Goiás e Avaí fizeram um primeiro tempo de poucos lances de perigo e muitos passes errados, principalmente no meio-campo. Mesmo jogando fora de casa, o time catarinense mostrou maior iniciativa no ataque no início do jogo, mas não levava perigo ao gol de Harlei.

A equipe goiana não se assustou com o maior volume de jogo do rival no início. Mas demorou para se arriscar no ataque. Tinha dificuldade no meio-campo, com pouco domínio e seguidas faltas. A melhor oportunidade da etapa só surgiu aos 23 minutos. Felipe recebeu passe na entrada da área, girou sobre a marcação e bateu com perigo no canto direito de Zé Carlos, que se esticou para fazer a defesa.

Cinco minutos depois, foi a vez de Rafael Moura investir sobre a defesa do Avaí, com mais eficiência. Ele recebeu boa enfiada de Wellington Monteiro, escapou pela direita e bateu firme para o fundo das redes, no canto direito de Zé Carlos.

O gol confirmou o melhor momento do Goiás na partida. Sem ser ameaçado na defesa, o time anfitrião aumentou o ritmo no ataque e esteve perto de marcar o segundo gol. Aos 43, Bernardo levantou na área e Ernando, subindo mais alto que a defesa, cabeceou forte, rente ao travessão.

Depois de diminuir o ritmo no final do primeiro tempo, o Avaí voltou mais concentrado para a etapa final. Aumentou a presença no ataque e acelerou o jogo. Dessa forma, criou suas duas melhores chances de gol no jogo em menos de dois minutos.

No primeiro, Pará bateu escanteio com perigo e quase fez um gol olímpico. Harlei precisou se esticar para evitar o empate. Na sequência, Emerson Nunes pegou o rebote e chutou com perigo de dentro da área. Um minuto depois, Marcão fez pênalti em Marcelinho. Davi bateu rasteiro no canto esquerdo e empatou a partida, sem dar chance para o goleiro goiano.

Abalado pela reação do rival, o Goiás tinha dificuldade para responder, com desorganização no setor ofensivo. Aos 10, Rafael Moura aproveitou uma sobra do próprio ataque do Goiás e, da entrada da área, e encheu o pé, mandando por cima do travessão. Bernardo, em chute dentro da área e em cobrança de falta, também levava perigo.

Mas foi o Avaí quem voltou a balançar as redes. Marcelinho avançou pela esquerda, driblou um marcador e finalizou com precisão, sem dar chance a Harlei, aos 24 minutos.

O segundo gol dos visitantes deixou o Goiás nervoso em campo. Depois da surpresa, o time da casa passou a atacar de forma afobada, mais na base da vontade. Rafael Moura, ao acertar a trave, e Carlos Alberto, levaram perigo em cabeçadas.

Depois de impor forte pressão, os anfitriões arrancaram o empate aos 48 minutos do segundo tempo, em lance duvidoso. Douglas levantou na área, Rafael Moura dominou no peito e chutou rasteiro para o fundo da rede. Os jogadores do Avaí pediram toque de mão do atacante, mas o árbitro confirmou o gol.

Antes do jogo da volta, os dois times voltarão a campo neste sábado, pela 32.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na penúltima colocação da tabela, o Avaí receberá o Guarani na Ressacada, enquanto o Goiás, em 18.º, vai visitar o Palmeiras, na Arena Barueri.

Ficha Técnica:

Goiás 2 x 2 Avaí

Goiás – Harlei; Ernando, Rafael Tolói e Marcão (Carlos Alberto); Douglas, Amaral, Wellington Monteiro, Bernardo (Marcelo Costa) e Wellington Saci; Felipe (Jones) e Rafael Moura. Técnico: Jorginho.

Avaí – Zé Carlos; Marcos, Émerson Nunes, Emerson e Pará; Bruno, Rudnei, Diogo Orlando e Davi (Caio); Válber (Robinho) e Marcelinho (Laércio). Técnico: Vágner Benazzi.

Gols – Rafael Moura, aos 28 minutos do primeiro tempo. Davi (pênalti), aos 7, Marcelinho, aos 24, e Rafael Moura, aos 48 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos – Marcão (Goiás); Davi, Robinho (Avaí).

Árbitro – Wilson Seneme (SP).

Renda e público – Não disponíveis.

Local – Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).