O alemão Timo Glock, da Toyota, fez o melhor tempo nesta quarta-feira, na sessão de testes realizada no circuito de Sakhir, no Bahrein, com cerca de meio segundo de vantagem para o brasileiro Felipe Massa, que voltou a treinar com a Ferrari e terminou em segundo lugar.

Foi mais um dia complicado para a equipe italiana, que na terça-feira havia enfrentado problemas com o Kers. Desta vez, um problema na caixa de câmbio interrompeu os testes logo na quarta volta. No período da tarde, Massa voltou a ter problemas com o carro, agora na parte elétrica, mas a solução foi rápida e o brasileiro conseguiu fechar o dia com 105 voltas. Nesta quinta, ele comanda o carro no último dia de testes no deserto.

Glock, além de ser o mais veloz, foi o piloto que mais rodou no dia, com 132 voltas completadas, e saiu bastante satisfeito. “Não tivemos problemas e pudemos trabalhar bastante, concentrados em nossa programação”, afirmou o alemão, que também volta à pista nesta quinta.

Quem também teve problemas mecânicos nesta quarta foi a BMW, com Nick Heidfeld, que ficou em terceiro lugar e deu apenas 82 voltas. Ele usou parte do tempo para treinar largadas e testar combinações de pneus, mas admitiu que ficou menos tempo na pista do que esperava. “Apesar disso, dizemos progressos. Ainda estamos aprendendo sobre o carro”, disse.

Testes coletivos – Sakhir, 18/2:

1. Timo Glock (ALE/Toyota), 1min32s492

2. Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1min32s917

3. Nick Heidfeld (ALE/BMW), 1min32s993