Arquivo
O experiente Flávio,
35 anos, poderá ser um
dos novos reforços do
Galo pra ajudar a trazer
o time de volta à Série A.

O Paraná Clube terá que travar um novo duelo contra o assédio em cima de uma das suas principais peças nas últimas temporadas: o goleiro Flávio. O Atlético Mineiro voltou a incluir o Pantera na sua lista de contratações para o retorno das atividades do Brasileiro da Série B, dia 11 de julho. As outras opções seriam os goleiros Gilberto, do América-MG, e Rodrigo Poço, do Ipatinga.

O contato com o Flávio já havia sido feito anteriormente. Porém o time mineiro só procuraria oficialmente a diretoria do Paraná após a negociação do goleiro Bruno, que estava em andamento. A transferência de Bruno, que tinha contrato com o Galo até março

de 2009, acabou se concretizando ontem para o AZ Alkmaar, vice-campeão da Holanda.

Com isso as baterias da equipe mineira se voltariam para Flávio, que já foi procurado informalmente. Duas oincidências marcaram a volta do Pantera aos trabalhos no Tricolor. Além da reapresentação acontecer dois dias depois dos demais, Flávio ?negou que estaria saindo da Vila Capanema?. Como sempre faz, o Pantera desconversou.

?Fico satisfeito em saber que meu nome foi lembrado. Isso é o reconhecimento do trabalho que venho fazendo?, afirmou Flávio que não soube precisar se existiria multa em seu contrato, em caso de rescisão. A diretoria do Paraná diz que ela existe.

O nome de Flávio foi bem recebido no Atlético-MG, principalmente pelo treinador Levir Culpi, que conhece o Pantera. Outro ponto que favoreceria a ida do goleiro, além de um salário maior do que ganha no Tricolor, seria o contrato de dois anos com o time mineiro. O vínculo de Flávio com o Paraná vai até o final de 2007.