Desde a chegada do técnico Dorival Júnior, o Santos melhorou coletivamente e individualmente. Um dos jogadores que cresceu foi o atacante Gabriel, autor de dois gols na goleada sobre o vice-líder Atlético-MG por 4 a 0, pelo Brasileirão, na quarta-feira à noite.

“Primeiramente, estou muito feliz. Foi um grande jogo não só meu, mas também de todo time. Fico muito contente pela equipe jogar bem e ganhar de um grande concorrente ao título. A gente impôs o nosso ritmo e conseguimos fazer uma boa partida”, afirmou.

Como está pendurado por dois cartões amarelos, o jogador não quis correr riscos na etapa final e foi substituído. Tudo para poder jogar o clássico com o Corinthians, domingo, no Itaquerão, decisivo para as pretensões do time na temporada. “Com certeza vai ser um grande jogo. A torcida deles comparece e apoia bastante, é um adversário de respeito, mas também vamos impor o nosso jogo. Nosso time é forte, sabe como jogar lá e esperamos conseguir a vitória”, explicou.

Gabriel sabe que a equipe vem de bons resultados diante do rival. Recentemente, pela Copa do Brasil, o Santos eliminou o Corinthians com duas vitórias, uma na Vila Belmiro por 2 a 0 e outra no Itaquerão por 2 a 1. Isso já enche o atacante de otimismo. “Sabemos da força do adversário dentro de casa. O Corinthians tem grandes jogadores, de seleção, mas nós sabemos também da nossa força, pois ganhamos deles lá e aqui. Temos de manter o ritmo e buscar sempre o gol”, avisou.

Ele até brinca dizendo que o mais importante são os três pontos no clássico, independentemente de quem marcar o gol. “Se vencermos por 1 a 0 com gol do Vanderlei, eu ficarei feliz. Certa vez o Valencia me falou que clássico não se joga, se ganha. Então temos mais um duelo no domingo e é um clássico no qual a gente espera ganhar novamente”, concluiu.