Desconhecido para quase todos os torcedores alviverdes, o Holanda Esporte Clube é mais uma equipe meteórica a aparecer no cenário nacional. Fundado em 1984, como clube amador para a disputa de ligas locais, foi profissionalizado em 2007, quando adotou o uniforme laranja em homenagem à seleção holandesa e também porque está localizada em Rio Preto da Eva, maior produtor da fruta no Amazonas.

E, desde que virou profissional, não parou de acumular conquistas. Em 2007, levantou a 2.ª divisão amazonense e, no ano seguinte, o título estadual e a vaga na Copa do Brasil, além de ter participado da Série C no ano passado.

Agora, tem pela frente o jogo mais importante da curta história, contra um campeão brasileiro. Para isso, o técnico João Carlos Cavalo espera a regularização de alguns jogadores na CBF para definir a equipe.

O atacante Marinho, emprestado pelo São Raimundo/AM, deverá ser o avante enquanto Tiago Melo, Luiz Rômulo e Paulo Roberto estão com papelada pendente.

Hoje sai a formação para enfrentar o Alviverde e a expectativa da diretoria é grande. Foram colocados à venda 29 mil ingressos a R$ 10 e R$ 20 para as arquibancadas do Vivaldão, que fica em Manaus, a 80 quilômetros da sede do Holanda.