O brasileiro Tony Kanaan esteve muito próximo de ganhar pela primeira vez na sua carreira as 500 Milhas de Indianápolis, neste domingo, mas acabou sendo ultrapassado no finalzinho e acabou terminando com a terceira colocação em uma das provas mais tradicionais do automobilismo mundial. O piloto da equipe KV liderava a sete voltas para o fim desta etapa da Fórmula Indy, quando a corrida contou com uma nova largada e ele acabou ultrapassado pelo escocês Dario Franchitti, que faturou a vitória, e por Scott Dixon, da Nova Zelândia, o segundo colocado.

No fim da prova, na volta 198 das 200 ao total, Takuma Sato era o vice-líder, mas acabou rodando e batendo ao tentar ultrapassar Franchitti, fato que também beneficiou Kanaan.

Já Rubens Barrichello, que fez a sua estreia em circuitos ovais da Indy em Indianápolis, terminou a prova na 11.ª colocação, depois de ter chegado a liderar a corrida por pouco tempo, sendo que ele largou do décimo lugar.

Rubinho terminou a prova uma posição à frente de Hélio Castroneves, que saiu da sexta posição e fracassou na sua tentativa de ganhar pela quarta vez as 500 Milhas de Indianápolis.

Com a vitória deste domingo, Franchitti, atual campeão da Indy, entrou para a seleta galeria de pilotos que já ganharam três vezes em Indianápolis. O piloto da Ganassi faturou a tradicional prova anteriormente em 2007 e 2010.

O espanhol Oriol Servia, por sua vez, brilhou ao largar da 27.ª posição e fechar a prova em quarto, enquanto o australiano Ryan Briscoe, que saiu da pole, ficou em quinto, seguido por James Hinchcliffe, Justin Wilson, Charlie Kimball e Townsend Bell.

A corrida deste domingo foi repleta de bandeiras amarelas, que provocaram algumas relargadas e tornaram imprevisível a prova na maior parte do tempo. Emoções, por sinal, não faltaram para os pilotos brasileiros. Se Rubinho chegou a liderar brevemente durante a 120.ª volta, Castroneves escapou de um grave acidente depois que Mike Conway bateu forte e atingiu o carro de Will Power na 79.ª volta.

O brasileiro vinha atrás e precisou desviar rapidamente de um pneu que veio voando rapidamente em sua direção. O composto chegou a bater no pneu direito dianteiro do carro do piloto da Penske. O acidente, no final das contas, ajudou Castroneves, que está na briga direta pelo título com Power, atual líder do campeonato.

Já Bia Figueiredo acabou sendo a decepção entre os pilotos brasileiros. Após uma boa largada, ela depois rodou na 90.ª volta, provocou uma bandeira amarela e danificou o seu carro. Ela ainda voltou para a prova, mas fechou a corrida na 23.ª colocação.

 

Confira a classificação das 500 Milhas de Indianápolis:

1) Dario Franchitti

2) Scott Dixon

3) Tony Kanaan

4) Oriol Servia

5) Ryan Briscoe

6) James Hinchcliffe

7) Justin Wilson

8) Charlie Kimball

9) Townsend Bell

10) Helio Castroneves

11) Rubens Barrichello

12) Alex Tagliani

13) Graham Rahal

14) J.R. Hildebrand

15) James Jakes

16) Simon Pagenaud

17) Takuma Sato

18) E.J. Viso

19) Michel Jourdain

20) Sebastien Bourdais

21) Ed Carpenter

22) Katherine Legge

23) Ana Beatriz

24) Marco Andretti

25) Josef Newgarden

26) Sebastian Saavedra

27) Ryan Hunter-Reay

28) Will Power

29) Mike Conway

30) Bryan Clauson

31) Wade Cunningham

32) Simona de Silvestro

33) Jean Alesi