Felipe Fraga e Rubens Barrichello foram os vencedores do fim de semana da Stock Car na etapa do Velopark, realizada na cidade gaúcha de Nova Santa Rita. Enquanto o primeiro deu um show de arrojo que lhe garantiu a ponta logo no início da corrida 1, o segundo usou da estratégia e experiência para levar a melhor na segunda prova deste domingo.

O evento também proporcionou uma mudança na tabela de classificação da temporada, que tem novo líder. Ricardo Maurício, agora com 245 pontos após o terceiro lugar nas duas provas, superou Daniel Serra, que tem 239, e neste momento passa a liderar a disputa. Thiago Camilo (221), Rubens Barrichello (206) e Julio Campos (199) completam o grupo dos cinco primeiros.

Na prova 1, com uma manobra arrojada logo após a largada, Felipe Fraga superou Ricardo Maurício, que vinha em grande fase e largara na pole position. A partir do lance decisivo, o piloto da Cimed apenas “passeou” pela pista do Velopark até garantir sua primeira vitória na temporada, a segundo no circuito – foi ao lugar mais alto do pódio também em 2017.

“Estou muito feliz por essa vitória. Nós tínhamos uma tática de correr para vencer e fizemos isso desde a largada. Estávamos muito rápidos na pista e ainda consegui poupar um pouco o carro no final para a corrida 2”, comentou Fraga, agora sexto lugar no campeonato, com 181 pontos.

Ricardo (Eurofarma), que havia vencido a Corrida do Milhão há duas semanas, terminou em terceiro, cedendo o segundo lugar no pódio a Gabriel Casagrande (Crown), que esteve muito bem no fim de semana desde o qualificatório e confirmou o bom desempenho no domingo.

Thiago Camilo (Ipiranga) foi o quarto, seguido por Cacá Bueno (Cimed) e Ricardo Zonta (Shell V-Power). O ex-piloto de Fórmula 1 terminou em sexto, mas, devido a uma punição por irregularidade no pit stop, perdeu dez segundos e acabou apenas em 12º. Bruno Baptista (RCM Motorsport) herdou a posição, seguido ainda por Rubens Barrichello (Full Time), Júlio Campos (Prati-Donaduzzi), Daniel Serra (Eurofarma) e Max Wilson (RCM Motorsport).

Se terminou a primeira corrida apenas em sétimo, Barrichello tinha preparado uma estratégia vencedora para o encerramento da etapa. O ex-piloto da Ferrari levou a melhor sobre Bruno Baptista com uma estratégia um tanto ousada – atrasou ao máximo sua parada para troca de pneus e reabastecimento – e obteve seu 13º triunfo na categoria.

Ricardo Maurício chegou em terceiro e, com a posição, garantiu a condição de novo líder do campeonato. Thiago Camilo, por sua vez, repetiu a colocação da prova 1 com o quarto lugar, seguido outra vez por Cacá Bueno.

Já Daniel Serra (Eurofarma), líder anterior do campeonato, ficou em sexto, com Felipe Fraga, Lucas Foresti (Vogel Motorsports), Marcel Coletta (Crown) e César Ramos (Blau Motor Sports) completando o top10 da segunda corrida.

Com um intervalo de mais de um mês, a Stock Car volta apenas no fim de semana de 18 a 20 de outubro, com a nona etapa do temporada, marcada para o Autódromo Zilmar Beux, em Cascavel (PR).