Por meio de uma nota oficial, a Federação Paranaense de Futebol (FPF) negou que tenha uma dívida com o Sindicato dos Atletas Profissionais do Paraná, conforme divulgado na última terça-feira (4).

De acordo com a entidade suprema do futebol paranaense, o direito de arena, que é cobrado pelo sindicato, é de responsabilidade somente dos clubes. A FPF também informa que apresentará sua defesa em breve e que o caso não está concluído.

Entenda o caso:

Na segunda-feira passada, em uma audiência realizada na 6.ª Vara de Trabalho de Curitiba, ficou definido que 9 das 12 equipes que disputaram a competição terão que repassar 5% dos valores recebidos pela emissora detentora dos direitos de transimissão ao Sindicato dos Atletas Profissionais do Paraná (Sapepar), por conta do direito de arena dos atletas, como determina a Lei Pelé. O valor total se aproxima de R$ 135 mil.