Rio – O Fluminense apenas empatou com o Gimnasia Y Esgrima por 1 a 1 no primeiro jogo das oitavas-de-final da Copa Sul-Americana, ontem à noite, no Maracanã. O confronto de volta será realizado dia 11 de outubro, em La Plata na Argentina. O time carioca precisa vencer ou empatar, desde que marque ao menos dois gols, para ficar com a vaga nas quartas.

O resultado de ontem deixou sob ameaça a permanência de Antônio Lopes no Fluminense. A torcida tricolor hostilizou o time, o técnico e a diretoria do clube durante quase toda a etapa final. O Gimnasia é o 16.º colocado no Campeonato Argentino e não tem nenhuma tradição no país. Por isso, a pressão para a saída de Lopes deve aumentar.

O jogo foi muito ruim, com excesso de erros de passe, poucos chutes a gol e muitas faltas. O Fluminense só criou a primeira boa oportunidade aos 16 minutos do segundo tempo, num chute para fora de Rogério. Faltava aplicação aos atletas da equipe da casa.

Enquanto a bola corria, a Polícia Militar se envolvia num incidente com torcedores do Gimnasia, que entraram no estádio com rojões e tiveram seus instrumentos musicais apreendidos.

Os visitantes só arriscavam nos contra-ataques. Num deles, Marcão salvou o gol numa finalização de Cuevas. Na seqüência, após escanteio, Herner saltou sozinho e fez o gol de cabeça. Eram 36 minutos do segundo tempo. Cláudio Pitbull empatou, em cobrança perfeita de falta, já nos acréscimos.