Rio – Líder do Campeonato Brasileiro, o Fluminense retorna hoje ao cenário internacional após nove anos seu último jogo oficial, contra uma equipe de fora do País, foi com o Guaraní, do Paraguai, nas Laranjeiras, pela Copa Comenbol. Apesar disso, a equipe tricolor sabe que em sistemas eliminatórios, com partidas de ida e de volta, a receita é a mesma: fazer valer o mando de campo. Por isso, a ordem é derrotar o Banfield, da Argentina, às 21h45, em São Januário, por um bom saldo de gols, para praticamente assegurar vaga na próxima fase da Copa Sul-Americana.

?O Fluminense vai jogar de forma ofensiva, até porque não pode ser diferente. Se a classificação for decidida na casa deles, será complicado?, avisou o técnico Abel Braga, que tende a poupar o lateral-esquerdo Juan por cansaço. Com isso, Lino o substituiria.

Para o treinador , o Fluminense terá de ?entrar mordendo? desde o primeiro minuto se quiser conseguir um bom resultado no Rio. ?A equipe precisa se entregar. Volto a dizer que não se pode decidir a classificação na Argentina. Tem que ser aqui?, afirmou Abel Braga.

O Fluminense não enfrenta um clube argentino há 20 anos. A ansiedade dos jogadores, portanto, é natural. ?É um jogo diferente e ninguém quer ficar fora?, disse goleiro Kléber, prevendo dificuldades. ?Será um confronto de muito contato físico, de empurra-empurra e de vontade. Eles catimbam o tempo todo. É o estilo do futebol argentino.?

O atacante Tuta, um dos mais experientes do elenco, fez suas as palavras de Kléber. ?Os argentinos gostam de provocar, mas o Fluminense não pode entrar no jogo deles. Deixa eles apelarem para a violência. A gente só não pode revidar?, alertou.

Adversário

Atual vice-líder do Torneo Apertura da Argentina, com 12 pontos, atrás somente do San Lorenzo, o Banfield não possui muita tradição. Afinal, jamais foi campeão de seu país. Apenas foi vice por duas vezes. Uma delas, porém, na última edição do torneio. Na última Libertadores, foi eliminado nas quartas-de-final pelo tradicional River Plate. No último final de semana, jogando na casa do adversário, o time venceu o Gimnasia Jujuy por 2 a 1.

Ficha técnica

Fluminense  Kleber; Gabriel, Gabriel Santos, Igor e Juan (Lino); Arouca, Preto Casagrande, Juninho (Beto) e Petkovic; Leandro e Tuta. Técnico: Abel Braga. Banfield -Pablo Santillo; Julio Barraza, Renato Civelli, Javier Sanguinetti e Ricardo Pagés; Santana, Jesús Dátolo, Cristian Leiva e Javier Lux; Josemir Lujambio e José Sand. Técnico: Carlos Leeb. Árbitro: René Ortubé (BOL) . Local: São Januário, no Rio de Janeiro. Horário: 21h45.