O governo do Estado do Rio de Janeiro confirmou nesta quarta-feira que Flamengo e Universidad de Chile se enfrentarão na quinta, às 16 horas, no Maracanã, em rodada da Copa Libertadores.

A partida deveria ser realizada na noite desta quarta, mas a Secretaria Estadual de Turismo, Esporte e Lazer do Rio vetou o jogo por causa da falta de segurança no entorno do estádio, provocada pelas fortes chuvas que atingem a cidade desde a noite de domingo.

O gramado do Maracanã amanheceu coberto por uma água barrenta na terça-feira e os vestiários, fossos de acesso ao campo e sala de imprensa ficaram inundados. Nesta quarta, um mutirão de funcionários do Estado e do município ajudaram na limpeza.

Dirigentes do Flamengo chegaram a discutir a possibilidade de o confronto ser transferido para o Engenhão, estádio oferecido pelo Botafogo como opção ao eventual veto do Maracanã. A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), porém, não queria adiar o jogo.

Em relação ao time do Flamengo, Adriano segue fora da equipe. O dia extra de preparação não aliviou as dores nas costas do atacante. Nesta quarta, ele fez apenas fisioterapia na Gávea, sem entrar no campo. Bruno Mezenga e Petkovic disputam a vaga no time.