A derrota para o Internacional, com um gol sofrido no último minuto, já foi esquecida pelo Flamengo. Acabou sendo suplantada por uma ansiedade que toma conta de todos no elenco flamenguista. No domingo, o time volta ao Maracanã depois de três anos e muito debate com o consórcio que administra o estádio. Vai enfrentar o Botafogo, no clássico válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

“O torcedor fica mais perto, o apoio é mais próximo. Vai ser bom. O Flamengo é um clube de massa, a torcida incentiva muito. Acho que vai ser uma química perfeita”, vibrou o volante Elias, que chegou ao clube no início do ano e ainda não teve a oportunidade de atuar com a camisa flamenguista no Maracanã – o estádio estava fechado para reforma. “Estamos sonhando com esse momento. Todo jogador que vai jogar no Flamengo sonha vestir a camisa dentro do Maracanã. Vamos ter essa oportunidade.”

No desembarque da equipe no Rio, na tarde desta segunda-feira, os jogadores prometeram se empenhar para que possam se recuperar da derrota sofrida em Caxias do Sul e voltem a subir na tabela de classificação do Brasileirão. E até a visita do papa ao Brasil é vista como um bom agouro. “Estou feliz com a vinda dele, queria ter a chance de vê-lo de perto, mas espero que só com o fato de estar aqui possa nos abençoar, que domingo a gente faça um grande jogo”, disse o goleiro Felipe.