Terminaram ontem as vistorias dos possíveis campos de treinamentos de Curitiba para a Copa do Mundo 2014. Oito locais da capital paranaense receberam a visita de técnicos da Fifa e até julho deve haver a confirmação de quais deverão receber melhorias ou serão aprovados para o evento.

As visitas foram sigilosas e não houve nenhuma coletiva de imprensa. No entanto, de acordo com o secretário de governo para assuntos da Copa 2014, Mário Celso Cunha, as expectativas são boas. “Creio que dos oito, pelo menos quatro centros de treinamento terão inclusão de boas indicações no relatório final”, aponta.

De Curitiba a equipe de técnicos do Comitê Organizador Local (COL) designada pela Fifa tinha como próxima escala a cidade de São Paulo. Na capital paulista deve ser definido o próximo local a ser vistoriado, possivelmente Belo Horizonte. “Até março todas as subsedes serão visitadas”, ressalta Mário Celso Cunha.

O secretário afirma que até junho deve ser realizada uma reunião entre representantes do COL e das subsedes, o que praticamente finalizaria os procedimentos.

“Até julho os responsáveis pelos centro de treinamentos que forem selecionados pela Fifa devem receber as indicações sobre a necessidade de melhorias ou algum tipo de adequações”.

Depois de terminados os reparos e as avaliações, a Fifa irá aguardar a finalização das eliminatórias para a Copa de 2014. As seleções classificadas irão receber um dossiê sobre os centros de treinamento e caberá a cada confederação optar pelos locais onde serão realizadas suas atividades de treinamento.

Polo

A próxima etapa da secretaria para assuntos da Copa 2014 será organizar um cronograma de visitas para as cidades do interior. Pela estrutura de centros de treinamento já existente, cidades como Londrina e Foz do Iguaçu saem na frente, por, assim como Curitiba e região metropolitana, estarem no mapa das pré-temporadas, ao receber Cerro Porteño do Paraguai e Portuguesa.

“São cidades que contam com estruturas e estão recebendo as pré-temporadas de Flamengo e Coritiba. Nossa intenção é fornecer opções também para outras cidades que demonstrem interesse, valorizando os 72 polos turísticos do Estado do Paraná”, avalia o secretário Mario Celso Cunha.