Pressionado pela Conmebol, o Comitê Executivo da Fifa irá se reunir, na Suíça, para discutir o seu veto aos jogos internacionais em cidades que fiquem 2.500 metros acima do nível do mar.

Dirigentes e políticos de países andinos, como Bolívia e Equador – os principais prejudicados pela medida -, estão em Zurique para pressionar a Fifa. A chanceler equatoriana María Fernanda Espinosa, inclusive, já teve ontem uma reunião com o presidente da entidade, Joseph Blatter.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, chegou a anunciar que iria hoje para a Suíça e participaria da reunião com Blatter, mas a viagem não se concretizou. De qualquer maneira, a Conmebol promete apoiar a causa boliviana e dos demais países andinos.