A Fifa revelou que está estudando 13 diferentes sistemas tecnológicos que detectam quando a bola ultrapassou a linha do gol, que possam ajudar os árbitros a tomarem decisões mais precisas. Nesta segunda-feira, a entidade disse que todas as propostas foram apresentados na semana passada, e serão discutidas em uma reunião, marcada para o dia 20 de outubro, da International Board, responsável pelas regras do futebol.

Os membros da associação vão se reunir em Newport, no País de Gales, para ajudar a definir a agenda da sua reunião anual, marcada para março de 2011, quando as regras do futebol podem ser alteradas. A Fifa não identificou as 13 empresas que fizeram propostas, que não irão apresentar os seus sistemas na próxima semana.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, reabriu o debate sobre o uso tecnologia para ajudar os árbitros após uma série de erros cometidos na Copa do Mundo na África do Sul. Os mais graves ajudaram a eliminar as seleções da Inglaterra e do México. Blatter já havia resistido a usar a tecnologia para ajudar os árbitros ao insistir que o erro humano faz parte do jogo.

O painel também está agendado para discutir os testes em todo o mundo usando assistentes adicionais atrás de cada gol para ajudar os árbitros a adotarem decisões em jogadas na grande área. Essas experiências foram liberadas em competições, incluindo a Liga dos Campeões da Europa, até junho de 2012. Em seguida, a International Board pode aprovar o sistema de cinco árbitros para as principais competições, em vez de optar pela tecnologia.