Com os títulos do Mundial de Pilotos e do Mundial de Construtores praticamente definidos, nas mãos de Sebastian Vettel e da Red Bull, a briga agora é pelas segundas colocações. Atualmente na segunda posição entre as equipes, a Ferrari luta contra a concorrência da Mercedes e da Lotus e admite que o vice-campeonato está em risco.

“A luta com a Mercedes e a Lotus está aumentando. Está muito parelho, precisamos ter certeza de que podemos melhorar o carro. E sabemos que podemos”, disse o chefe da Ferrari, Stefano Domenicali, antes de criticar o desempenho da equipe nos últimos treinos de classificação.

“Nós precisamos melhorar no treino de classificação, que sabemos que é um pouco difícil. Como podemos ver, tudo está sendo ditado pela posição do carro no início. Depois das primeiras duas voltas, muito depende de como você consegue lidar com o tráfego”, comentou.

Domenicali admitiu que a Ferrari não tem conseguido evoluir o carro, enquanto a Mercedes parece cada vez mais forte. Para o chefe da escuderia, alguns ajustes precisam ser feitos se a equipe quiser se manter na briga pela vice-liderança.

“Se nós quisermos continuar lutando, é importante melhorar o carro. Há algumas coisas que podemos trazer para as próximas corridas. Precisamos melhorar no treino de classificação”, declarou. “Eu sei que é difícil, porque está claro que a Red Bull é muito forte e a Mercedes parece ter algo a mais no treino de classificação, mas é o objetivo.”