Depois de perder Ricardo Oliveira, devolvido ao Al-Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, o São Paulo ainda não contratou nenhum substituto para a posição. A solução, porém, pode estar no próprio elenco. Nesta segunda-feira, o meia Fernandão disse que está disposto a jogar centralizado no ataque, se o técnico Paulo César Carpegiani assim desejar.

“Eu gosto de jogar mais adiantado, mais próximo da área. Pelo meu estilo, do cabeceio, do giro dentro da área, estar como referência”, disse o jogador, artilheiro do São Paulo no último Campeonato Brasileiro, com oito gols. “Tenho uma grande expectativa de conquistar títulos e me destacar aqui no São Paulo. Estou trabalhando forte para que isso aconteça.”

Atualmente, Carpegiani conta com Fernandão, Dagoberto, Fernandinho e Lucas Gaúcho como opções de ataque. A diretoria estuda a contratação de um novo atacante com característica de área e já sondou Diogo, revelado pela Portuguesa e dispensado do Flamengo na semana passada. O Santos, no entanto, também está interessado no jogador, que pertence ao Olympiakos, da Grécia.

Fernandão também comentou sobre o principal objetivo do São Paulo na temporada: a conquista da Copa do Brasil, título que o clube não tem e que anteciparia o retorno à Copa Libertadores da América. “O grupo está muito concentrado mesmo. A Copa do Brasil é importante para todo mundo, para a diretoria, para o clube, para o currículo do jogador”, disse o jogador.