Em uma corrida cheia de surpresas desde a largada, o brasileiro Felipe Massa vê sua desvantagem diminiur em apenas dois pontos após o GP do Japão, realizado no circuito de Monte Fuji.

O espanhol Fernando Alonso venceu sua segunda consecutiva na temporada, enquanto que o inglês Lewis Hamilton chegou em décimo segundo, sem pontuar na prova.

Outra (boa) surpresa foi o quarto lugar do brasileiro Nelsinho Piquet, demonstrando um ritmo forte de corrida desde o princípio, quando ganhou 6 posições apenas na largada.

A corrida

As espectativas de uma corrida emocionante se concretizaram desde a largada.

Ao apagar das luzes vermelhas, Hamilton largou muito mal e foi ultrapassado por seu companheiro de equipe, Heikki Kovalainen, e pelo também finlandês Raikkonen. Porém, já na primeira curva, forçou a freada e distribuiu os carros na pista.

Ele próprio saiu para a grama e voltou em sexto, enquanto Kubica, que havia largado na sexta posição, tomou a ponta, com Alonso em segundo. E tudo isso nos primeiros segundos de prova.

Massa, prejudicado por Hamilton e Raikkonen, não conseguiu melhorar sua posição de largada e permaneceu na quinta posição, com o inglês em sexto e Kimi em sétimo.

Massa e Hamilton batem, o inglês roda na pista

De forma arrojada, mas precipitada, o inglês parte para cima do brasileiro que se defende. Em uma ultrapassagem arriscada na chicane, na segunda volta, Massa tenta defender a posição perdida e toca na roda traseira de Hamilton, fazendo o inglês rodar e ficar atravessado na pista.

O prejuizo é de ambos, pois Massa cai para sétimo, e o inglês vai para os boxes ficando com a última posição na prova.

Punições para ambos

O que poderia ter resultado em uma grande vantagem para o brasileiro, dissipou-se com a punição para os dois pilotos.

O inglês foi punido com um drive through (pasagem pelos boxes) por ter prejudicado Raikkonen na primeira curva após a largada, enquanto Massa foi punido corretamente pela manobra em cima de Hamilton, ocasionando o toque entre ambos após a chicane.

O prejuizo para o brasileiro foi grande, pois com a punição distanciou-se muito do grupo que pontuaria na prova.

Rodada e Recuperação

Depois disso, o que se viu foi uma corrida de recuperação do brasileiro Felipe Massa.

Com a “faca entre os dentes”, partiu para cima dos adversários e passou a virar as voltas mais rápidas, principalmente no último quarto de corrida. E o arrojo quase lhe custou a prova, pois no momento em que era o mais rápido da pista, evitou um choque com o francês Sebastien Bourdais, que saía lento dos boxes.

No entanto, não foi o suficiente para evitar a rodada do brasileiro, custando-lhe segundos preciosos.

Retomado o ritmo, e em décimo primeiro na prova, faltando 12 voltas para o fim da corrida, começou o show de Felipe Massa.

Voando abaixo de 1’19”, o único na pista nessa performance, o piloto da Ferrari tirava até 2 segundos por volta de seus adversários diretos pela pontuação.

Deixando os alemães Rosberg e Heidfeld para trás, faltava ultrapassar o australiano Mark Webber para beliscar um ponto no Japão.

E o ponto veio na ultrapassagem mais espetacular da prova, quando praticamente passou a 2 dedos do muro na reta dos boxes, depois de ser espremido pelo australiano, faltando 4 voltas para o final.

Resultado

O GP do Japão de 2008 foi vencido pelo espanhol Fernando Alonso, com Robert Kubica em segundo, seguidos pelo finlandês Kimi Raikkonen e pelo brasileiro Nelsinho Piquet.

Devido ao toque em Felipe Massa, Sebastien Bourdais foi punido, o que garantiu a sétima posição para o brasileiro.

Com este sétimo lugar de Felipe Massa, a diferença dele para o inglês Lewis Hamilto,n caiu para 5 pontos, mas faltando apenas 2 corridas para o fim do campeonato. No próximo final de semana é o Grande Prêmio da China.

A próxima prova será no circuito de Xangai, na China, a ser disputada no domingo que vem, dia 19 de outubro.