Rio de Janeiro (CBDA)

-As finais do penúltimo dia do Troféu Brasil-Correios de Natação, ontem, colocaram no mapa dos principais nadadores brasileiros mais dois atletas: Felipe May Araújo e Felipe Brandão. O primeiro nada no Clube Curitibano, foi medalha de ouro nos 800 m livre e conseguiu o índice da prova para o Mundial dos Esportes Aquáticos de Barcelona nesta prova e para o Pan-Americano de Santo Domingo, nos 400 m livre. O segundo compete pela Águas Abertas/RJ e ganhou a prata nos 50 m peito. Ele tem o índice da prova para o Mundial de Barcelona. Felipe May Araújo, de 18 anos, fez 8m10seg19 e superou o recorde de campeonato de Luiz Lima desde 1994.

– Fechei minha participação com chave de ouro. Foi o melhor Troféu Brasil da minha vida. Embora a prova dos 800m livre não esteja mais no programa do Pan, ela me motivou ainda mais para treinar e conseguir um bom resultado internacional. Me sinto orgulhoso em ter superado uma marca do Luiz Lima, que é um grande atleta – disse.

Caso a prova ainda constasse da programação do Pan, o nadador curitibano teria assegurado mais uma vaga na competição.

Felipe Brandão, 23 anos, vai para Barcelona e pela primeira vez representará o Brasil em uma competição internacional. Ele fez nos 50 m peito 29s18 e ficou atrás de Eduardo Fischer, do Joinville, que venceu a prova com 28s71. Brandão agora parte para tentar uma vaga para Santo Domingo nos 100 m peito.

– Os tempos que fiz superaram não só as minhas expectativas, quanto às do meu técnico. Já estava em pleno treinamento para os 50 m peito quando veio a decisão da Odepa em cortar a prova do programa do Pan-Americano, mas já estava num processo que não dava para interromper. Agora vou tentar o índice nos 100 m peito. As conquistas do Eduardo Fischer estimulam muito aos que disputam as mesmas provas – disse Felipe.