João Souza, o Feijão, esteve muito perto de obter um resultado inédito em sua carreira neste sábado. O brasileiro protagonizou grande virada sobre o italiano Luca Vanni, mas perdeu força nos games finais e acabou sendo derrotado na semifinal do Brasil Open, pelo placar de 4/6, 7/6 (7/5) e 4/6, numa batalha de quase três horas de jogo.

O duelo reuniu as duas grandes surpresas da competição. Vanni entrou na chave principal como lucky loser, ao ficar com a vaga de Feliciano López, que desistiu. Feijão foi um dos convidados da organização e emplacou sequência inédita de vitórias em um torneio de nível ATP. Na sexta, venceu um tenista Top 30 – o argentino Leonardo Mayer – pela primeira vez na carreira e, neste sábado, poderia avançar a uma final de ATP pela primeira vez.

O brasileiro, contudo, perdeu ritmo nos últimos games do terceiro set, após forte virada na segunda parcial. Ele liderou o placar durante a maior parte da parcial e esteve muito perto da vitória. Até que hesitou no seu serviço e cedeu a quebra, que definiu a partida em favor do italiano, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

Apesar do revés, Feijão obteve nesta semana seu melhor resultado no Brasil Open. Até então havia parado na segunda rodada em três ocasiões (2011, 2013 e 2014). Ele também deve ganhar boas posições no ranking, reaproximando-se do Top 100, que chegou a ocupar na temporada passada.

O JOGO – Apesar do relativo favoritismo e do apoio da torcida, Feijão começou mal e perdeu o saque logo no primeiro game da partida. O rival italiano sustentou a vantagem até o final e garantiu a primeira parcial.

O segundo set também começou de forma pouco promissora para o brasileiro. Ele sofreu a quebra no quinto game e deixou Vanni em situação confortável na semifinal. Após desperdiçar boas chances de se impor no saque ao rival, Feijão obteve a quebra e empatou em 5/5.

Com novo fôlego, levou o duelo para um sofrido tie-break, no qual abriu boa vantagem, mas cedeu espaço e teve dificuldade para fechar. O ponto final foi decidido em um lance de saque e voleio, levantando o público no Ibirapuera.

O terceiro set foi o mais equilibrado da partida. Mais confiante que o adversário, Feijão desperdiçou três break points no terceiro game, mostrando maior disposição na parte física. A quebra veio no sétimo game, fazendo 4/3 no placar.

No entanto, a vantagem não durou muito tempo. Vanni conseguiu devolver a quebra e retomou o equilíbrio da partida. Feijão, abatido, caiu de rendimento no saque e deu espaço para o italiano crescer nos pontos finais, obter nova quebra e fechar a partida após 2h56min.

Na decisão, Vanni vai enfrentar o vencedor do confronto entre o colombiano Santiago Giraldo e o uruguaio Pablo Cuevas, que se enfrentam ainda nesta tarde. A final está marcada para as 16 horas deste domingo.