Com a sua décima vitória em dez jogos contra o espanhol Feliciano López, o suíço Roger Federer avançou às quartas de final do Torneio de Dubai, nesta quarta-feira, nos Emirados Árabes. Cabeça de chave número 2 da competição, o tenista número 3 do mundo venceu por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3, e comprovou mais uma vez a fama de freguês carregada pelo seu adversário diante dele.

Com o triunfo no confronto válido pela segunda rodada do ATP 500 árabe, Federer terá pela frente na próxima fase o russo Mikhail Youzhny, que nesta quarta desbancou o norte-americano Mardy Fish, sexto cabeça de chave, com parciais de 6/2 e 7/6 (7/0).

Para despachar López novamente, o recordista de títulos de Grand Slam quebrou o saque do rival uma vez em cada set, sendo que teve quatro break points na primeira parcial e apenas um na segunda. Já o espanhol não teve nenhuma oportunidade de quebrar o serviço do suíço, que foi muito eficiente com o seu saque. Ele teve 89% de aproveitamentos dos pontos que disputou quando encaixou o seu primeiro serviço e ainda contabilizou 80% dos que travou quando utilizou o segundo.

No ano passado, Federer já havia derrotado López no saibro de Roland Garros e no Masters 1.000 de Madrid, sendo que o primeiro confronto entre os dois aconteceu no distante ano de 2003.

E, se Federer confirmou favoritismo diante de um velho freguês, outros dois cabeças de chave asseguraram classificação às quartas de final com tranquilidade em jogos já encerrados nesta quarta. Um deles foi o checo Tomas Berdych, pré-classificado como quinto maior favorito ao título, que derrotou o eslovaco Lukas Lacko por 2 sets a 0, com 6/1 e 6/2. Com isso, ele se credenciou para encarar o britânico Andy Murray em um dos duelos que valerão vaga nas semifinais.

Já o argentino Juan Martín del Potro, oitavo cabeça de chave, passou pelo ucraniano Alexandr Golubev com parciais de 6/4 e 6/2 e agora espera pela definição do duelo entre o francês Jo-Wilfried Tsonga e o checo Lukas Rosol para saber qual será o seu rival na próxima fase.