Os clubes de futebol da região da Crimeia, que foi anexada pela Rússia, poderiam jogar nas ligas russas nesta temporada, informou nesta quarta-feira o presidente da federação de futebol desse país. Nikolai Tolstykh disse que nesta quinta-feira será decidido se os times Simferopol, Sevastopol e Yalta serão integrados à terceira divisão russa.

A Rússia registrou cinco clubes novos desde que anexou a península da Crimeia em fevereiro. Os clubes Simferopol e Sevastopol disputaram o Campeonato Ucraniano na temporada passada e depois mudaram seus nomes, pedindo uma licença na Rússia. A Federação de Futebol da Ucrânia disse que a Rússia não tem direito de registrar times de onde o país considera ser o seu território.

A federação russa “não tem dúvidas” de que os clubes da Crimeia devem jogar os torneios da Rússia, ainda que seja possível a imposição de sanções pela Fifa e pela Uefa, disse Sergei Stepashin, um ex-primeiro-ministro russo que agora está no comitê executivo da entidade.

A expectativa da federação é para que o ministro do esporte da Rússia, Vitaly Mutko, membro do Comitê Executivo da Fifa, defende a sua posição perante Joseph Blatter, presidente da entidade. Anteriormente, os organizadores da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, disseram que pretendem construir centros de treinamentos para as seleções na Crimeia.