A menos de uma semana do primeiro jogo da Copa do Mundo em Curitiba, a prefeitura de Curitiba entregou ontem as obras no entorno da Arena da Baixada, que vai receber quatro jogos do Mundial. O prefeito Gustavo Fruet, acompanhado do secretário municipal da Copa, Reginaldo Cordeiro, e de alguns vereadores, fez a entrega simbólica das obras, que custaram aproximadamente R$ 12 milhões, em frente à casa onde morou o goleiro Alfredo Gottardi, o Caju, que é um dos grandes ídolos do Atlético e que inclusive vestiu a camisa da seleção brasileira. Uma sobrinha do ex-goleiro rubro-negro estava presente na cerimônia.

Apesar da conclusão das obras na semana em que a Copa do Mundo vai começar, Gustavo Fruet ressaltou que alguns projetos precisaram ser refeitos e que a entrega total das obras aconteceu antes do prazo estipulado. “Foi antes da hora, pois alguns projetos foram refeitos e a obra foi iniciada somente em janeiro. Foram sete quilômetros de investimento que envolveu a parte de drenagem, elétrica, de acessibilidade, além de novos espaços de ciclovias e ciclofaixas. Foram obras de grande investimento e que ficarão como legado para a cidade de Curitiba”, frisou Fruet.

Além das obras nas vias do entorno da Arena da Baixada, o secretário municipal da Copa do Mundo, Reginaldo Cordeiro, destacou o investimento feito pelo poder municipal na Praça Afonso Botelho e nas áreas onde vão funcionar o TV compound e o setor de inspeção veicular. “Após a Copa do Mundo, será investido o valor de R$ 4 milhões para a requalificação da praça. Além disso, no terreno onde está funcionando o TV compound, na Rua Madre Maria dos Anjos, vai ser instalada uma nova unidade de saúde da Prefeitura de Curitiba”, acrescentou Cordeiro.

Limpeza

Dentro da Arena da Baixada, a empresa integradora contratada pela Prefeitura e a Fifa estão correndo contra o tempo para finalizar a limpeza fina do estádio atleticano. Porém, esta frente de trabalho já teria que ter sido executada pela CAP S/A, antes da entrega das chaves para a Fifa. “A CAP S/A realmente deixou a desejar, pois não teve condições financeiras para assumir a limpeza fina do estádio em decorrência do atraso do repasse da última parcela do financiamento. Com isso, a Fifa e a empresa integradora assumiram essa função e tudo dará certo”, frisou Cordeiro.

Chegada

A chegada do prefeito Gustavo Fruet ao local da entrega simbólica das obras do entorno da Arena da Baixada não foi das melhores. Ao tentar entrar no local para estacionar, o pneu do carro bateu no meio-fio e acabou furando. Apesar do acontecido, Fruet brincou com a situação. “Não foi um mau presságio. Pelo contrário, pois está tudo em ordem. Fomos entrar para não atrapalhar o ônibus. Vamos em frente”, despistou.