O técnico Paulo Comelli define hoje o time que encara o Brasiliense. Herói do empate frente ao Juventude – marcou muito e fez o gol “salvador” aos 44 minutos do 2.º tempo -, Leandro deve ficar no banco de reservas, amanhã. Ao menos esta é a tendência, já que Fabrício, após cumprir suspensão, está à disposição da comissão técnica.

Quem também reforça o time é o volante Agenor, que vem sendo peça-chave para a eficiência do sistema de jogo paranista. Utilizando-o, quando necessário, como um terceiro zagueiro, Comelli conseguiu uma estabilidade defensiva. Sem o capitão, o time não teve a mesma eficiência em Caxias do Sul, com Rômulo não conseguindo manter o nível técnico do meio-de-campo.

O treinador até “arrumou a casa” com Vágner, mas o volante foi expulso, com apenas 24 minutos do segundo tempo. A volta dos titulares não será a única alteração processada por Comelli. Ele já antecipou que Rodrigo Pimpão será o novo “dono” da camisa 9, formando dupla com Ricardinho.

Pior para Éder, que perde a posição. “O Pimpão vem entrando muito bem, dando dinâmica ao time. Conquistou seu espaço treinando e jogando”, comentou o treinador. Após a partida, o Paraná terá dez dias de folga na tabela.

Nesse período, é possível que a diretoria defina a renovação do contrato de Comelli para a temporada 2009. Seria o primeiro passo para organizar um planejamento visando um ano onde a meta é não errar.