O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) definiu nesta terça-feira a suspensão preventiva do atacante Kleber. O jogador do Coritiba passa a ser desfalque para a equipe por conta dos incidentes protagonizados por ele no empate por 0 a 0 com o Bahia, na quinta-feira passada.

O presidente do STJD, Ronaldo Botelho Piacente, acatou o pedido da Procuradoria para a suspensão preventiva do jogador. Assim, Kleber está impedido de defender o Coritiba enquanto não for julgado pela Comissão Disciplinar do Tribunal, o que deverá acontecer somente na semana que vem.

“A Procuradoria classificou as atitudes do atacante como graves em justificativa para o pedido da suspensão prevista no artigo 35 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva)”, explicou o STJD. O artigo 35 explica que a suspensão preventiva pode ser aplicada “quando a gravidade do ato ou fato infracional a justifique, ou em hipóteses de excepcional e fundada necessidade, desde que requerida pela Procuradoria”.

Na partida em questão, Kleber agrediu dois adversários do Bahia, Zé Rafael e Edson, com uma cotovelada e um soco, que passaram desapercebidos pelo trio de arbitragem. No segundo tempo, ainda acertou uma cusparada no mesmo Edson e, flagrado pelo juiz Wagner Reway, recebeu o cartão vermelho.

No julgamento da Comissão Disciplinar, Kleber será julgado duas vezes por agressão física, artigo 254-A, e por cuspir no adversário, artigo 254-B. Cada uma destas infrações pode resultar em até 12 jogos de suspensão, podendo totalizar até 36 partidas afastado dos gramados.

Caso o julgamento ocorra mesmo na semana que vem, Kleber desfalcará o Coritiba em pelo menos duas partidas com a suspensão preventiva: contra o Grêmio, nesta quinta-feira, em Porto Alegre, e diante do Cruzeiro, domingo, em Belo Horizonte.

Expulso no entrevero com Kleber por ter revidado a cuspida no atacante, de acordo com a súmula de Wagner Reway, o volante Edson também será julgado pela Comissão Disciplinar do STJD e pode pegar até 12 jogos de gancho. Até lá, no entanto, está liberado para atuar.