O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou neste domingo a morte de Sócrates. Aos 57 anos, o ex-jogador faleceu nesta madrugada por conta de uma infecção generalizada, após passar dois dias internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Albert Einstein.

“O Doutor Sócrates foi um craque no campo e um grande amigo. Foi um exemplo de cidadania, inteligência e consciência política, além de seu imenso talento como profissional do futebol”, disse o presidente, torcedor do Corinthians, time onde Sócrates se destacou na década de 80.

Lula disse ainda que a contribuição do ex-jogador para a sociedade “jamais será esquecida”, em alusão à atuação política do ex-atleta. Politizado, Sócrates encabeçou o movimento Democracia Corintiana e se envolveu com o movimento Diretas Já nos últimos anos da ditadura.

O ídolo do Corinthians e da seleção brasileira morreu em razão de uma infecção intestinal causada por bactéria. Era a terceira internação do ex-jogador nos últimos quatro meses. Nas duas internações anteriores, Sócrates passou por um tratamento para conter uma hemorragia digestiva, causada pelo consumo excessivo de álcool.

 

Leia abaixo a nota na íntegra:

“O Doutor Sócrates foi um craque no campo e um grande amigo. Foi um exemplo de cidadania, inteligência e consciência política, além de seu imenso talento como profissional do futebol.

A contribuição generosa de Sócrates para o Corinthians, para o futebol e para a sociedade brasileira jamais será esquecida. Neste momento de tristeza, prestamos solidariedade a esposa, familiares e amigos do Doutor.

Luiz Inácio Lula da Silva, Marisa Letícia e familiares”.