Ewerton Páscoa, zagueiro que o Santos contratou por empréstimo do Guarani, foi apresentado nesta terça-feira à tarde como reforço para o Campeonato Brasileiro. E nem bem chegou ele poderá ser o substituto de Vinicius Simon (emprestado ao América-MG) na relação dos 25 jogadores inscritos na Conmebol para a disputa da Copa Libertadores da América.

A alteração pode ser feita até 48 horas antes do primeiro jogo das semifinais contra o Corinthians. O novo santista estreou no empate por 0 a 0 contra o Bahia, no Estádio de Pituaçu, em Salvador, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, mas sentiu uma fisgada na coxa e ficou fora diante do Sport.

“Eu me senti à vontade na estreia porque o grupo me acolheu bem. Com poucos dias, já parecia que estava há muito tempo clube”, disse que jogador cujos direitos pertencem ao Audax. Páscoa teve passagens pela base de São Paulo e do Grêmio e, apesar de ter apenas 23 anos, já jogou até na Suíça. Seu contrato vai até dezembro e o Santos tem opção de compra de 60% dos seus direitos.

Depois de tanto rodar, Páscoa chegou ao Guarani no ano passado e se destacou pelo bom futebol e por ter sido vice-campeão paulista de 2012. Ele já estava conscientizado de que teria de jogar muito na Série B do Brasileiro com o Guarani para chamar a atenção de grandes clubes, mas, de repente, foi parar no Santos e agora espera realizar o sonho que poucos jogadores conseguiram: ser campeão da Libertadores.

“Realmente a mudança é da água para o vinho. Em tão pouco tempo sair do Paulistão e da Serie B e hoje estar vestindo a camisa do Santos, com a possibilidade jogar na Libertadores por um clube grande e que pode ser campeão. É muito gratificante pra mim”, disse o zagueiro de 1,90m que Vadão (Oswaldo Alvarez, técnico do Guarani) adaptou à função de volante. “Agora me sinto melhor jogando de volante”. Liberado pelos médicos, ele vai voltar a treinar nesta quinta-feira e deve jogar contra o Fluminense, dia 6, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro.