Hamamatsu (AE) – Não estava nos planos do Brasil começar perdendo no nundial de basquete no Japão. Mas, graças ao excesso de erros no ataque, foi exatamente o que aconteceu: o time de Lula foi batido pela Austrália por 83 a 77, em Hamamatsu, na madrugada de ontem.

Os dois times começaram o jogo demonstrando certo nervosismo. Pelo lado brasileiro, Tiago Spliter até que esteve bem. Mas Anderson Varejão ficou muito abaixo do que se esperava de um jogador da NBA. O primeiro quarto foi equilibrado, apesar da desorganização brasileira na defesa. Mas a Austrália não foi melhor e o período terminou empatado em 21 a 21.

No segundo quarto, o domínio inicial foi brasileiro e o time de Lula chegou a abrir 8 pontos (30 a 22). Inexplicavelmente, os brasileiros permitiram a reação dos australianos, que viraram para 40 a 38. Os dois times fizeram um terceiro quarto muito equilibrado, sem que nenhum conseguisse abrir mais que quatro pontos. Menos mal para o Brasil, que fechou o terceiro quarto com um ponto de vantagem: 57 a 56.

Desconcentrados, os brasileiros desapareceram em quadra no período decisivo, falhando demais no ataque e fazendo muitas faltas. Sem maiores dificuldades, os australianos tomaram conta da partida e chegaram a abrir 75 a 65. No finalzinho, o time brasileiro ensaiou uma reação, mas já era tarde.

Para continuar com chances de classificação, o Brasil precisa vencer as próximas partidas – terça, às 7h30, a seleção enfrenta a Turquia. ?Não fizemos uma boa partida. Agora, temos de pôr a cabeça no lugar porque o campeonato está apenas começando?, reconheceu o armador Marcelinho.