Considerado vilão por causa do péssimo desempenho técnico do jogo de ontem, o estádio dos Pássaros corre risco de ser interditado pela Federação Paranaense de Futebol. O diretor de vistorias da entidade, Reginaldo Cordeiro, deve realizar hoje uma reunião com o presidente Hélio Cury para definir o futuro da casa do Arapongas. Além das condições pífias do gramado, também faltou água nos vestiários do Paraná Clube. “Um gramado desse cria um desgaste do jogador, que sai exausto do campo. Mas não é desculpa por termos perdido o jogo”, afirmou o técnico interino Ageu Gonçalves.