Esquiva Falcão está na final do peso-médio (até 75 quilos) do torneio de boxe dos Jogos Olímpicos de Londres, nesta sexta-feira, depois de vencer britânico Anthony Ogogo por 16 a 9.

Essa é a primeira vez que o boxe do Brasil chega a uma final olímpica no esporte. O lutador da Grã Bretanha, uma das surpresas do torneio, depois de eliminar o favorito ucraniano Ievgen Khytrov, ficou com a medalha de bronze, já que na modalidade não há disputa do terceiro lugar.

O brasileiro vai disputar o ouro amanhã, às 17h45 (horário de Brasília), contra o vencedor do duelo entre o uzbeque Abbos Atoev e o japonês Ryota Murata, segundo cabeça de chave da competição.

O duelo começou com o britânico tentando segurar a experiência do brasileiro, mantendo a guarda fechada e explorando os contra-golpes. Esquiva se esforçou muito para encaixar bons golpes, mas não conseguiu abrir vantagem, terminando o primeiro assalto empatado em 3 a 3.

O segundo round ganhou em velocidade e combatividade, por parte dos dois pugilistas. Com isso, Esquiva passou a dominar o duelo, e atingiu várias vezes Ogogo, que tentou atacar. No placar do round, vitória por 6 a 3 para o lutador brasileiro.

No assalto final, o brasileiro teve total controle do combate e chegou a derrubar o rival, fazendo o árbitro abrir a contagem, o que ainda aconteceria em outra oportunidade. No fim, nova vitória, dessa vez por 7 a 3, que determinou o placar de 16 a 9 e a classificação inédita.

Ainda nesta sexta-feira, o irmão de Esquiva, Yamaguchi Falcão, sobe ao ringue para disputar as semifinais da categoria meio-médios (até 81kg), contra o russo Egor Mekhontcev. O duelo está marcado para acontecer às 18h (horário de Brasília).