enkontra.com
Fechar busca

De Letra

esportes

Erik marca aos 48 e Botafogo bate Defensa y Justicia na estreia da Sul-Americana

  • Por Estadão Conteúdo

O Botafogo recebeu o Defensa y Justicia nesta quarta-feira, no Engenhão, pela estreia na Copa Sul-Americana, e superou um atuação decepcionante para buscar uma suada e importante vitória. Sob a forte chuva que castigou o Rio durante todo o dia, a equipe apresentou um futebol sem grande inspiração, mas contou com um lance de inspiração de Erik para definir o triunfo por 1 a 0 aos 48 minutos do segundo tempo, com um golaço.

Vindo de campanha decepcionante na Taça Guanabara, na qual venceu apenas uma vez e foi eliminado na fase de grupos, o Botafogo encarou um adversário em grande fase, afinal, o Defensa y Justicia é o vice-líder e único invicto do Campeonato Argentino. As duas equipes deixaram a desejar no nível técnico, mas a estrela de Erik fez a diferença.

O time carioca agora volta a campo na quarta que vem, quando estreia na Copa do Brasil diante do Campinense, em Campina Grande, na Paraíba. O duelo de volta diante do Defensa y Justicia está marcado para o dia 20, em Buenos Aires.

Com o temporal já caindo no Engenhão, as duas equipes apresentaram dificuldades para controlar a bola nos primeiros minutos. Aos poucos, o Botafogo foi se soltando, quase sempre pela esquerda, com Jonathan. Abusando das jogadas aéreas, assustou justamente em uma delas, aos 18 minutos. O bom cruzamento de Rodrigo Pimpão tinha Kieza como alvo na pequena área, mas o centroavante não alcançou por pouco.

Quando o time da casa tentou pelo meio, encontrou uma defesa bem postada e precisou arriscar de longe. A primeira tentativa foi com Alex Santana, aos 27, por cima. Pouco depois, Marcinho também arriscou. Desta vez, com bem mais perigo, exigindo boa defesa de Unsain.

Pouco inspirado, Kieza teve ótima chance aos 37, em rara escapada de Marcinho pelo lado. Mas não só impediu a finalização de Luiz Fernando, o centroavante ainda dominou com a mão e desperdiçou uma das melhores jogadas do time alvinegro no primeiro tempo.

Para a etapa final, o Defensa y Justicia alterou seu esquema, de quatro para três zagueiros, e passou a pressionar a saída de bola do adversário. Deu certo, o time ganhou o campo de ataque e passou a ter a posse. Satisfeito com o resultado, controlava o ritmo e esperava o Botafogo reagir.

Aos poucos, a impaciência tomou conta do time e da torcida da casa, e os erros se multiplicaram. Em um deles, a bola foi perdida no ataque, o Defensa y Justicia arrancou pela esquerda e ficou com três jogadores contra dois. Nicolas Fernández errou no domínio, mas ainda assim conseguiu a finalização. Gatito salvou.

Luiz Fernando e, principalmente, Kieza saíram vaiados para as entradas de Gustavo Bochecha e Leandro Carvalho. Gustavo Ferrareis também foi acionado, para a vaga de Pimpão. Mas foi o até então apagado Erik que decidiu a partida aos 48 minutos, com um golaço. Ele recebeu na intermediária, cortou a marcação e encheu o pé de longe, no ângulo esquerdo, sem chances para Unsain.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 1 X 0 DEFENSA Y JUSTICIA

BOTAFOGO – Gatito Fernández; Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Jonathan; Jean, Alex Santana e Luiz Fernando (Gustavo Bocheca); Rodrigo Pimpão (Gustavo Ferrareis), Erik e Kieza (Leandro Carvalho). Técnico: Zé Ricardo.

DEFENSA Y JUSTICIA – Ezequiel Unsain; Julio González, Bareiro, Alexander Barboza e Rafael Delgado; Leonel Miranda, Alexis Castro (Matías Rojas) e Domingo Blanco (Lisandro Martínez); Aliseda, Ciro Rius e Nicolás Fernández (Márquez). Técnico: Sebastián Beccacece.

GOL – Erik, aos 48 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Esteban Ostojich (Fifa/Uruguai).

CARTÕES AMARELOS – Marcinho, Luiz Fernando, Joel Carli (Botafogo); Alexander Barboza (Defensa y Justicia).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Engenhão, no Rio (RJ).

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas