O segundo rebaixamento do Palmeiras à Série B foi confirmado hoje como empate de 2 a 2 entre Portuguesa e Grêmio no Canindé, pela antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

Restando duas partidas, o clube alviverde, com 34 pontos, não pode mais alcançar a Lusa, que soma 41, e o Bahia, que contabiliza 43.
Ainda ameaçada pelo Sport, que possui um ponto a menos, a Portuguesa enfrentará o Inter, no próximo domingo em Porto Alegre, e a Ponte Preta em casa.

O time pernambucano recebe o Fluminense e faz clássico no estádio do Náutico. O Bahia encara o alvirrubro de Recife em Salvador e o lanterna e já rebaixado Atlético-GO como visitante.

O Grêmio joga contra o também rebaixado Figueirense, em Florianópolis, e o arquirrival Inter, no Olímpico.

A reedição da final do Brasileiro de 1996 -em que o Grêmio superou a Portuguesa- teve um primeiro tempo ruim, com poucas chances de gol.

Numa delas, aos 30min, os visitantes marcaram com o zagueiro Werley, porém a arbitragem apontou um impedimento inexistente.
Sofrendo com sua habitual dificuldade em criar jogadas e mais uma vez apostando em cruzamentos, o time anfitrião foi mais perigoso em cabeçadas na pequena área. Aos 9min, com o atacante Bruno Mineiro, para fora. Aos 44min, o zagueiro Rogério exigiu grande defesa de Marcelo Grohe.

O drama palmeirense aumentou aos 5min do segundo tempo, quando o zagueiro Naldo cometeu pênalti sobre Moisés. O próprio camisa 10 da Lusa se encarregou da cobrança e abriu o placar.

O volante Léo Silva acertou chute rasteiro no canto e ampliou a contagem aos 15min.

De falta, Marquinhos levantou a bola para a área, e André Lima, sozinho, cabeceou, certeiro, aos 28min. Quatro minutos mais tarde, Zé Roberto, ex-Portuguesa, recebeu a bola na área, deixou o marcador no chão e empatou.

PORTUGUESA
Gledson; Luis Ricardo, Gustavo, Valdomiro e Rogério; Ferdinando, Léo Silva, Boquita e Moisés (Zé Antônio); Ananias e Bruno Mineiro. Técnico: Geninho

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Pará, Naldo, Werley e Andeson Pico (Marquinhos); Fernando, Souza, Léo Gago, Elano (Leandro) e Zé Roberto; Marcelo Moreno (André Lima). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Estádio: Canindé, em São Paulo
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Gols: Moisés, aos 7min, Léo Silva, aos 15min, André Lima, aos 28min, e Zé Roberto, aos 32min do 2º tempo
Cartões amarelos: Valdomiro, Ferdinando (P), Pará, Werley, Léo Gago e Zé Roberto (G)