Os jogadores Emerson Sheik, do Corinthians, e Diguinho, do Fluminense, foram denunciados pela Justiça na última sexta-feira por contrabando e lavagem de dinheiro. Segundo informações do Ministério Público Federal (MFP), no Rio de Janeiro, os atletas compraram um veículo importado ilegalmente dos Estados Unidos.

Os veículos BMW de Emerson e Diguinho foram apreendidos durante a Operação Black Ops, da Polícia Federal, em outubro do ano passado. Segundo o MPF, os jogadores não poderão sair do País sem avisar a Justiça Federal.

Desta forma, eles precisarão obter permissão da Justiça para acompanharem suas delegações nas próximas rodadas da fase de grupos da competição continental. No dia 14 de março, o Corinthians enfrentará o Cruz Azul, no México, pela terceira rodada do Grupo 6. Já o Fluminense viajará para a Argentina na próxima semana para o duelo com o Boca Juniors, no dia 7, pelo Grupo 4.

Em caso de condenação, a pena para ambos os crimes é de prisão, de no mínimo quatro anos, podendo chegar a 14 anos.