Uma das maiores rivalidades do futebol brasileiro terá um novo capítulo às 18 horas deste sábado, no estádio de São Januário, no Rio. Vasco e Flamengo se enfrentam pelo Campeonato Brasileiro em um jogo que promete ser um dos mais emocionantes da 12.ª rodada. Apesar da campanha irregular, o time cruzmaltino se mantém na parte de cima da tabela de classificação. A equipe rubro-negra, por sua vez, vem de três vitórias seguidas na competição e busca a vice-liderança.

Os dois times têm desfalques. No Vasco, os volantes Douglas e Jean estão suspensos, enquanto que o zagueiro Breno se recupera de lesão. Já o Flamengo não contará com o lateral-direito Pará, machucado, e com o zagueiro Juan, que será poupado.

Mesmo assim, as equipes prometem um grande jogo. “Não olho para os problemas, mas para as soluções. Vejo o que posso fazer melhor”, minimizou o técnico do Vasco, Milton Mendes. Ele promoverá as entradas de Wellington e Bruno Paulista no meio de campo. “Nós não jogamos com primeiro ou segundo volante, usamos ocupação de espaços. Esses dois encaixam perfeitamente, um é destro e o outro é canhoto, um passa e o outro arranca. Tenho plena confiança em todos eles”.

No Flamengo, o técnico Zé Ricardo prevê que o rival partirá para cima. “Espero um Vasco agressivo na marcação. Eles não tiveram compromisso durante a semana e devem colocar uma pressão no início do jogo”, avaliou. “Milton (Mendes) está fazendo uma equipe muito competitiva. Teremos que jogar no nosso limite”.

Em comum, os dois técnicos demonstram a vontade de vencer o “Clássico dos Milhões”. “É um jogo diferente, atmosfera diferente”, comentou Milton Mendes. “Estamos preparados e ansiosos para o momento do jogo porque queremos vencer. Sabemos da responsabilidade de jogar contra o Flamengo, excelente time, com excelentes jogadores e excelente treinador, mas temos nossas armas. Vamos com força total”.

Zé Ricardo também promete um time ofensivo. “O Flamengo não vai mudar o jeito de ser. Jogar para cima, tentar envolver o adversário. Mas do outro lado há uma grande equipe. Mas Serão as circunstâncias do jogo que vão decidir se vão ter muitos gols”, avaliou.