O tênis dos Estados Unidos parece ter uma fórmula para fabricar bons jogadores com alta estatura e saque potente. Seguindo os passos de nomes como os de John Isner e Sam Querrey, o gigante Reilly Opelka, de 2,10 metros e 21 anos, conquistou neste domingo o título do ATP 250 de Nova York, disputado em quadras rápidas e cobertas. Ele veio com a vitória sobre o canadense Brayden Schnur, saído do qualifying, por 2 sets a 1 – com as parciais de 6/1, 6/7 (7/9) e 7/6 (9/7).

Em quadra, Reilly Opelka teve só neste domingo 43 aces – no total foram 156 saques certeiros durante a semana. Esta foi sua primeira final de um torneio de nível ATP e já levantou a taça. Campeão juvenil de Wimbledon, entrou em Nova York como o 89.º do ranking e deverá aparecer nesta segunda-feira no 56.º lugar. Curiosamente, na semana anterior havia disputado um torneio de nível Challenger em Dallas.

Em todo o torneio, Reilly Opelka teve uma média de 88% dos pontos vencidos no seu primeiro serviço. E mostrou experiência ao salvar seis match-point na semifinal contra John Isner, no sábado, e vencer tr~es de seus jogos na semana em tie-breaks no segundo set.

Já Brayden Schnur, de 23 anos, jamais havia ganhado uma partida de nível ATP antes de Nova York e eliminou o norte-americano Steve Johnson na segunda rodada. De 154.º do mundo, deverá subir nesta segunda-feira para a 107.ª posição.